Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Escritora gostosa

A ESCRITORA.


Prezados leitores, meu nome é Pablo, tenho 46 anos, trabalho na área da saúde. O fato que passo a narrar é verídico. Tudo começou há 30 dias aproximadamente, quando atendi em meu consultório a paciente de nome Vanessa (fictício). Mulher linda. Corpo proporcional a altura, lábios carnudos, olhar penetrante e um sorriso encantador. Porém, o que mais chamava a atenção, eram o par de mamas. Lindíssimos, dentro de um decote generoso, naquele vestido vermelho bem curto, que realçava aquela bundinha muito firme e sensual.
Vanessa tem 48 anos, e sua queixa principal era insônia.
- Você tem insônia há quanto tempo?
-Ah! Dr Pablo, há vários anos, porém está se agravando nos últimos meses...
- Você tem dificuldade de pegar no sono ou mantê-lo?
- Os dois doutor. Aí fico perambulando pela casa. Meu marido já tem 68 anos, mas apesar da idade, tem uma mente muito boa. È diabético e hipertenso, daí um problema de ereção...
- Mas a disfunção erétil tem tratamento. Bem assistido vai melhorar o desempenho sexual...
- É doutor, mas o Oscar tem medo de tomar estes remédios azul... Dando um sorriso bem safadinho, deixando-me ver uns dentes alvos. Com a ponta da língua, discretamente umedeceu os seus lábios. Sei que eticamente não agi correto, mas deu-me um tesão naquele momento. Continuei a consulta que reservaria-me várias surpresas...
- Vanessa, sua insônia é diária?
- Sim dr Pablo, é terrível querer dormir e não conseguir. Se não fosse o meu hábito de escrever e ler, não sei o que seria de mim...Falou-me Vanessa com um sorriso encantador.
- Eu também sou adepto da leitura. Leio e escrevo com frequência. Já publiquei alguns livros: Romance e poesia. E você, qual o teu gênero literário preferido? Vanessa pegou alguns exames disfarçando claramente para não responder a pergunta. Aquilo aguçou-me ainda mais a curiosidade.
- Vanessa responda-me, eu sou um leitor eclético, leio desde os autores tradicionais como Voltaire, Shakespeare, Machado de Assis até os escritores conteporâneos. – Diga-me, qual o gênero que você escreve?
- Contos eróticos....Falou-me sem desviar o olhar.
- Interessante, gostaria de ler alguns de sua autoria.
- Mas doutor Pablo eu escrevo mas estou envergonhada agora. Isto faz parte de minhas fantasias...Divido com o Oscar o que escrevo. Ele me incentiva nos gostosos devaneios...
- Diga-me onde estão publicados? Vanessa deu-me o nome do site. Anotei imediatamente.
Examinei e prescrevi as medicações como se nada de anormal acontecera, mais estava com muito tesão. Remarquei a consulta para 20 dias,pois o Useu plano de saúde tinha carência de 15 dias para pagar a outra consulta.
Acessei a página indicada por Vanessa. Fiquei impressionado. A paciente era uma grande escritora. Deliciosíssimos os seus contos. A maioria deles referia-se a categoria CASAL, onde sempre havia a participação do seu marido.
Tive uma idéia sensacional: escreveria um conto também, com finalidade de entrar em seu universo libidinoso e criativo.
Relatei uma história verídica acontecida meses passados, com o título: PACIENTE IMPACIENTE POR AMOR (VERÌDICO). Convido o amigo leitor a apreciá-lo também. Solicitei minha secretária para ligar para Vanessa e discretamente pedi que lesse o conto de minha autoria e disse-se sua opinião.
Horas mais tarde recebo a ligação de um homem educado, que disse chamar-se Oscar. Agradeceu com carinho o meu relato no site e convidou-me para jantar em sua residência. Aceitei com distinção, sabendo que poderia ser uma noite inesquecível.
Cheguei às 21 hs. Moravam em um bairro nobre do Rio de Janeiro, bem próximo ao meu consultório. Vanessa estava simplesmente deslumbrante: um vestido curtíssimo branco, com um decote ainda mais sensual do que aquele que a conheci em meu consultório. Fomos servidos com um vinho de safra especial chileno, um Malbec, enquanto a anfitriã escritora de contos eróticos preparava um salmão grelhado.
-diga-me dr Pablo, estes remédios para potência sexual resolvem mesmo?
- Claro Oscar, são seguros e irão proporcionar uma melhora imensa na vida sexual de vocês. Vocês merecem...e ela principalmente, com todo o respeito. Apontando para Vanessa que ouvia tudo...
- Ela é mesmo gostosa não é doutor?
- Tua mulher é linda. Você tem que ter orgulho dela, é muito gostosa!
- Gostosa é a sua boceta meu amigo, eu chupo todo dia, fazendo ela gozar diariamente com essa língua. Mas ela precisa mesmo é de um pau...Igual ao do relato: PACIENTE IMPACIENTE POR AMOR...Vanessa me olhou com sorriso safado, umedecendo os lábios provocativamente.
- Posso comer sua mulher?
- Claro meu doutor, é para isso que te convidei...
Vanessa aproximou-se de nós. Oscar delicadamente abaixou o decote, liberando aqueles dois melões naturais, compatíveis com uma mulher que nunca amamentou. ( não tinham filhos). Chupei deliciosamente um, depois o outro. Deixando-os todos enrijecidos e com bastante tesão.
- Faça um boquete neste nosso doutor,Vanessa!
E aquela mulher caiu de boca no meu pau, que latejava de tanto tesão. Vanessa sugava o pênis deliciosamente. Cuspia no caralho que parecia que explodir de tão duro. Oscar parecia hipnotizado , adorando ver a sua princesinha, mamando o meu pau, com aqueles lábios carnudos aveludados.
- Penetre nesta bocetinha que eu quero ver esta vara sumir nesta xaniha!
Oscar despiu completamente Vanessa, tirando-lhe uma minúscula tanguinha branca também. Pediu-lhe para apoiar uma das pernas no sofá, e aproximou seu rosto daquela vulva sedenta de prazer. Chupou pausadamente a boceta de sua amada, fazendo-a gozar alucinadamente. Vanessa em seu frenesi gritava:
- Ah! Meu amor, chupa esta boceta que está doidinha para levar uma vara...Oscar olhou para o meu lado junto ao sofá e mandou Vanessa sentar-se em meu pau. Eu já estava totalmente nu, olhando aquela cena sensacional.
- Meu amor, vou me acabar neste caralho do dr Pablo...
Neste momento Oscar, sem eu perceber, segura o meu pau apontando para a boceta de sua amada, e num movimento repentino, chupa rapidamente minha piroca.
- Isto é para lubrificar mais este pirocão. Afinal esta tora vai arregaçar a bocetinha da minha princesinha. Bem., na verdade não estava esperando uma chupada do Oscar no caralho, mas até bque foi gostoso.
Gotoso mesmo foi ver aquela mulher, sendo encaminhada pelo amado esposo, sentar lentamente sobre o meu pau. Aos poucos fui sentindo penetrar naquela boceta divinal. Quando senti que as suas nádegas se encontraram com minha bolsa escrotal, fui ao paraíso. Vanessa começou a rebolar alucinadamente. Oscar se deliciava com a cena , tirou o seu pau mole para fora e deu para Vanessa chupá-lo. Estava borrachudo, fato esse que era totalmente engolido pala boca de Vanessa.
- Eu não vou agüentar mais...Vou gozar nesta bocetinha gostosa, mexe minha putinha safadinha, mexe esta bocetinha Ah eu vou gozar....
Vanessa escutando estas palavras não se conteve, tirou a piroca borrachuda do marido Oscar e bradou com uma cadelinha no cio:
- Ah! Eu vou gozar também...mete nesta boceta, come e arrebenta caralho...-Mete gostoso seu filho da puta...Me come... Meu amor eu te amo Oscar...Chupa os meus peitos....AH! estou gozando.meu médico pirocudo!
E gozamos juntos alucinadamente.....
Depois desta trepada sensacional fomos nos deliciar com o salmão grelhado que esfriava sobre a mesa.
Os amigos leitores perguntam-me:
- E aí, não comeu o cu da Vanessa.? Todos os relatos eróticos tem: boquete, foda na boceta, e enrabada do cu. Faltou o cu!

Amigos leitores...esta história eu conto depois..... ( AGUARDEM )

Um abraço a todos estimados leitores e ao escritores, SAUDAÇÕES LITERÁRIAS DE APREÇO E ESTIMA.
Para vocês; Vanessa e Oscar....continuem a se amar...
BJS. Pablo.

Sobre este texto

pablo

Autor:

Publicação:7 de março de 2013 23:44

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Casal

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 209 vezes desde sua publicação em 07/03/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*