Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Ajudando uma amiga

Vou contar umas historias, que eu considero que foi na melhor fase de minha vida sexual e resolvi compartilha com vocês isso aconteceu em 2012, sou casado a 11 anos com uma mulher linda, a três anos entrei no serviço publico, junto comigo entrou minha amiga Silvana (fictício) de 26 anos, uma mulata escultural trabalhada na academia muito gostosa, e conversamos muitos e nos tornamos amigos de verdade, sendo que eu não via felicidade nos olhos dela, e comecei a puxar assunto sobre o que acontecia pois não via nela uma pessoa feliz, e ela me contou disse que era casada e amava o marido, mas ele não a completava na cama, isso quando ele a procurava, e me perguntou como eu era com minha esposa, eu disse que era bem feliz que tínhamos tudo o que queríamos na hora do sexo,e aproveitávamos bem isso, e falei para ela conversar com ele, ela disse que não tinha mais o que conversar que achava que ele a traia.
Bom como eu disse minha esposa é linda e fiquei com isso na cabeça e contei a e ela me disse:
-Tadinha, você gosta dela?

E ela me surpreendeu dizendo:
-Mostra a ela o prazer, da um pouco deste piru gostoso para ela.
Nossa fiquei de boca aberta, surpreso com isso e claro feliz, e naquela hora transei loucamente com minha mulher.
E no dia seguinte fui almoçar com Silvana, e comecei a atacar, ela disse que não queria acabar com meu casamento eu disse fica tranqüila será um segredo nosso (não quis falar que minha esposa sabia), mas ela não quis logo, mas no dia posterior ela veio me dizendo que não me tira da cabeça. e a chamei para sair e fomos, no meio do caminho, aproveitei o carro e comecei a passar a mão nela, ela ficou louca e colocou a minha mão por de baixo da saia dela e pude ver que ela estava ensopada. e partimos para um motel na washington luiz, chegando lá ela nem me deu tempo me atacou logo, me pedindo:
- me mostra o que é sexo de verdade, me faz sentir prazer, se aproveita de mim.
Eu logo coloquei meu pau para fora e mandei.
-Então começa chupando este pau, chupa bem gostoso, olha como ele esta duro te querendo.
Ela caiu de boca estava gulosa e chupou até o talo, e não agüentei e gozei na boca dela, ela se assustou e mais limpou meu pau todinho e não queria parar de mama, eu a peguei tirei a roupa dela todinha e a deixei nuazinha, nossa que visão muito gostosa mesmo toda durinha, e a deitei na cama e comecei a chupa la todinha ela ficou doida gemia feito uma puta e dizendo:
- Me fode filha da puta, me enfia este pau logo, fode esta puta, me faz morrer de prazer.
Eu a mandei:
- Cala a boca sua vadia, fica quietinha ai na sua pois quem manda aqui sou eu, e vou colocar o pau na hora que eu quiser.
Ela iria ter o pau na hora que eu quisesse, e continuei chupando ela se contorcendo de prazer, e gozou na minha boca. nossa que gostoso, ai sim eu levantei as pernas dela e coloquei o meu pau lá, nossa mesmo sendo casada era bem apertada que gostoso parecia ser pouco usada, e coloquei com vontade ela deu um grito que eu acho que o motel inteiro esculto rs,
E perguntei se ela tava curtindo, se queria que parasse ela disse:
-Parar, eu estou em êxtase, nunca tive tanto prazer, continua me comendo se aproveita de mim, eu te quero.
E nisso a comi de varias formas de lado de quatro até que ela gozou novamente e ficou toda mole, mas ficou faltando algo que não poderia deixar a oportunidade passar, sei lá se iria bater arrependimento nela e não querer mais, comecei a acaricia-la para anima-la novamente, e disse:
-posso aproveitar de você inteira?
E ela perguntou:
- O que você quer?
Eu ri, e disse bem no pé do ouvido dela:
-quero comer seu cu.
Ela abriu o olho assustada, respirou e disse que tinha vontade que já ate pediu isso ao seu marido mas ele brigou com ela e disse que isso era de muher suja e ela não pediu mais, eu disse que não que para o prazer é bom experimentar tudo, ela disse que tem outro porem que meu pau era muito grande e que ela tinha medo de se machucar, o do marido era bem menor, eu disse que iria com cuidado, e ela cedeu, e começamos a nos beijar para armar o clima, a coloquei de costa e peguei o liquido da buceta incharcada dela e coloquei lá eu vi que ela estava com medo, e coloquei bem de vagarinho, fui colocando e ela gemendo de dor mas logo seu gemido foi de prazer, e quando coloquei tudo que comecei o vai e vem ela não parava de gritar feito louca e eu perguntei:
- quer que eu pare?
ela disse:
- Ta maluco!! se você para eu te mato, fode este cu, que quer tanto sua pica, me arrombar seu pirocudo.
Eu coloquei com vontade e ela gritando me chamando de tudo que é nome rsrsrs, e foi assim ate gozarmos junto que delicia, e fomos tomar um banho gostoso ainda tentei mais coisa mas ela disse que estava bamba que tinha acabado com ela e me pediu para ser o namoradinho dela, que se o corninho não queria uma mulher de verdade na cama ela seria para mim. eu disse que só dependia dela.
bom este foi o primeiro espero que tenham gostado, a sim minha esposa gostou muito quando contei para ela e me atacou novamente, meu pau ficou que só osso aquele dia kkkkkk, se quiserem pode mandar email para [email protected], lerei e tentarei responder a todos, e quem sabe terei novas experiencias para ensinar e aprender. volto em breve.

Sobre este texto

Pedro Henrique

Autor:

Publicação:17 de março de 2015 10:29

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 17/03/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*