Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Um desejo que foi muito além 1

Existe na vida, momentos ou fatos, que nós jamais esquecemos e os relembramos, com um prazer indescritível. Relembremos um desses fatos.
Houve uma época, que eu andava com uma sensação de que tudo estava melancólico, sem aquele toque de quê, virando a esquina, eu toparia com a melhor coisa da minha vida. Mas estava difícil disso acontecer. Sabem o que é um tédio infernal? Eu estava com ele. Nada me motivava a ficar numa boa. Era o começo de uma depressão. Foi meu irmão, que percebeu que o meu dia a dia estava contaminado. Ele me encontrou um lugar em que eu poderia me livrar, do vírus maldito.
De posse do endereço que ele me dera, fui em busca da minha salvação. O prédio, era suntuoso e ficava em uma rua que saia da majestosa Av. Paulista. Tomei o elevador e pouco depois desembarcava em frente a sala de agendamento de consultas. Agendei uma sessão de acupuntura, que segundo diziam, era um bom remédio para curar um stress. Folheava uma revista, esperando ser chamada para a sessão das agulhas, quando entrou alguém na sala. A voz, era melodiosa, me chamando a atenção. Olhei, em direção a voz, e vi algo que fez o sangue ferver nas veias. Era um corpo, que apoiado no balcão, conversava com a recepcionista, que chamava a atenção. A dona dele, continuou a conversar, enquanto preenchia a ficha de atendimento e assim que terminou, se voltou, indo em direção a uma das poltronas vazia, que ficava defronte a onde eu estava. Cruzou as belas pernas e pegou uma revista que estava em uma mesinha ao seu lado. Eu não conseguia tirar os olhos dela e foi nessa contemplação, que a mesma me surpreendeu.Seus olhos olhando para os meus, estavam sérios, e posso dizer que se mostravam surpresos. Ela voltou a folhear a revista e logo em seguida, me olhou novamente e desafiadora, sustentou o olhar. Não sou sapatão, porém, não nego que uma bela e gostosa mulher, não me cause uma deliciosa comichão entre as pernas ou nos bicos dos seios. Já tivera envolvimento com outras fêmeas e gostara. Meu principal alvo, era o macho, com seu pinto duro, rombudo ou com uma pica que me deixava enlouquecida pela beleza plástica, mas se viesse até meu raio de ação, uma vulva perfumada, carnuda e bem depilada em toda sua extensão, eu caia matando. Sabia dar um trato em uma boceta e deixar sua dona amolecida em meus braços. Gostava de sugar os bicos dos seios gostosos de uma mulher que fecha os olhos para poder sentir dentro de si, as contrações que nascem, entre as coxas e se espalha por todo o corpo, tirando o fôlego, fazendo-a gemer.
Aquela mulher que me encarava na sala de esperava daquele consultório, parecia, me desafiar, a ir até ela e a conquistar.
Quando fui chamada e passei ao seu lado, ela me encarou e sorriu e lógico, aquilo me deixou com uma esperança de conseguir alguma coisa com ela, mesmo não sabendo se a mesma curti aquele tipo de relacionamento feminino.
Depois de meia hora, sendo espetada, terminei a sessão e sai, já não encontrando a bela mulher, que deveria estar virando uma almofada de agulhas e dependendo do caso, dando o privilégio de alguma sortuda, estar olhando, para seu belo corpo desnudo.Confesso, que ela não me saiu mais da cabeça. Não sei se era pelo seu traseiro, bem avantajado ou pelo conjunto da obra em si. As sessões, em dias alternados, pareciam que estavam dando resultados, pois eu estava calma, mais propensa a conversar, enfim, tinha melhorado muito. Até meu irmão comentara isso, pois voltara a ser sua confidente e...bem, isso agora não vem ao caso, a verdade é que eu tinha mudado. Mas seria a terapia oriental ou o desejo que crescia dentro de mim, e em minha mente, que só havia lugar para a bela mulher que um dia vira naquele consultório?
Saltei do elevador e adentrei a recepção. Entreguei o cartão de agendamento para a mocinha que atendia atrás de um balcão, e fui me sentar. Como sempre fazia peguei uma revista e estava para a folhear, quando ao passear os olhos pelas outras pessoas, deparei com um cara, que sinceramente me tirara o folego. Ele era um tipão, moreno, parecia bem alto, cabelo, que lhe caia uma "pega na minha que eu enfio na sua" muito bem elaborada, parecia não se dar conta de que era um cara muito gostoso. Fiquei de tocaia para ver se ele olhava para mim, mas nada, ele continuava interessado no que via no celular. Um sorriso sacana, mostrou que o cara era também, de gestos insinuantes. Minha xoxota deu sinal de vida e eu procurei cruzar as perna, para assim, sem que ninguém percebesse eu me masturbaria, numa boa. Coloquei o óculos de lentes escuras e assim podia observar o cara, enquanto que fingia ver algo na revista que tinha no colo. Estava nesta contemplação e já sentindo os efeitos que isso me trazia, quando a porta do banheiro, que dava para a saleta se abriu e por ela passou, ninguém mais, ninguém menos, que a minha deliciosa paquera feminina. Ela caminhou, de forma sensual em direção a poltrona que estava vaga ao lado do cara bonitão e após cruzar as deliciosas pernas, trançou os braços com os dele. Meu coração quis saltar para fora da boca. Era muito para minha cabeça. Aquelas duas delicias, se conheciam! Namorados ou marido e mulher? O sorriso matreiro dela, ao olhar em minha direção, deu toda dica de que a mesma me reconhecera. Puxou o rapaz de encontro a si e cochichou em seu ouvido. Era sobre mim, pois o mesmo olhou em minha direção. Diabolicamente belo ele me encarou acintosamente, depois, se concentrou no que fazia anteriormente. Dava para se notar que ela, sabia que eu á olhava através das lentes escuras dos óculos. Eu estava tremendo de tesão e de raiva, por saber que ela pertencia a alguém, que era tão belo quanto ela. Fui chamada para a minha sessão e logo em seguida ela também o foi, nos esbarramos no estreito corredor que nos levava as salas onde as acupunturistas nos esperavam. Foi uma sessão, que eu estava atenta, ao sinal do cronômetro da sala ao lado,onde a bela mulher estava. Estava disposta a importuna-la e ver o que daria, mesmo que fosse um impropério! Enquanto eu me vestia, procurando demorar ao máximo, até que ouvi a sonorização do termino da outra sessão. Quando a porta sanfonada se abriu, eu fiz o mesmo com a minha e nos encontramos no corredor. Parei a sua frente e a encarei. Ela abriu um belo sorriso e soltou uma frase que eu não esperava.
__Você parece que me caça como se fosse uma loba faminta. Quer me comer, é?
__Seria um belo jantar, o mais delicioso que eu teria para saborear.- disse, recebendo em troca um riso, que me desmontou.
__Olha, gostei de você. Não quer comparecer em meu apartamento e lá trocarmos uma idéia, entre um chopinho e outro?
__Chopinho, é? Preferiria beber uma outra bebida muito mais interessante e com um gostinho de querer mais.
__E por que não? Está com seu tempo livre?
Ia responder, quando uma acupunturista apareceu para chamar outra cliente. Caminhamos para a sala de espera e de lá para o roll dos elevadores. Atrás de nós vinha o belo Antonio. Era um deus grego, perfeito e eu me "mijei" extasiada de ver tão belo espécie masculino, assim como meu irmão era. Eu tinha que ter aquele cara, também!

Sobre este texto

Phedra

Autor:

Publicação:3 de dezembro de 2015 23:18

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Encontro a Três

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 03/12/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • claudiosorocabasp
    Postado porclaudiosorocabaspem16 de dezembro de 2015 13:53

    Moro em sorocaba, sou educado, cheiroso, culto, excelente nível, com corpo musculoso pele clara cabelos pretos lisos olhos castahos claros, rosto bonito, com local discreto e seguros em sorocaba mas posso viajar durante a semana

    Adoro beijos demorados longas preliminares demoradas penetrações para vc sentir prazer e gozar comigo.
    Procuro mulher fogosa ou casal liberal cujo marido sinta prazer vendo a esposa com outro macho, para encontros sigilosos e quem sabe frequentes, com sigilo, segurança e higiene, visando somente a intensos momentos de prazer sexualMoro em sorocaba, sou educado, cheiroso, culto, excelente nível, com corpo musculoso pele clara cabelos pretos lisos olhos castahos claros, rosto bonito, com local discreto e seguros em sorocaba mas posso viajar durante a semana.

    Meu e mail é [email protected]

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*