Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Um jovem inocente

Um jovem inocente
Hoje tenho 38 anos. Mas há 22 anos tive uma experiência muito marcante. Eu havia chegado do campo para a cidade e era muito inocente. Aos 16 anos eu ainda não tinha conseguido arrumar uma namorada. Mas meus hormônios borbulhavam. Desde os 15 eu trabalhava num pequeno comércio de bairro não muito longe da minha casa. De bicicleta eu fazia o percurso em menos de 10 minutos. Um dia, um cliente, sujeito conhecido no bairro, ele era treinador de futebol, formava garotos para tentarem a sorte depois nos grandes clubes do Rio. Ele começou a se tornar frequente no comércio e logo tínhamos uma certa intimidade. Um dia ele me perguntou se eu torcia para algum clube e lhe disse qual era. Ele me falou que tinhas muitas camisas de clubes do Rio e ia me dar uma do meu clube. Um dia, ao fechar o comércio por voltas das 20:00h, ele me aguardava para me levar até a casa dele onde eu ganharia a camisa prometida. Era um casa maduro, devia ter quarenta e poucos anos, mulato, alto. Todos gostavam dele no bairro. Era muito conhecido. Então confiei nele e fui até a casa dele. Chegando lá pediu para eu entrar. Era uma casa muito simples, de telhado de amianto e mobília muito modesta. Morava sozinho. Isso ele só me disse quando já estava dentro da casa. Mas já havia sido casado e tinha uma filha. Depois de muito papo me chamou até o quarto e abriu o guarda-roupa. Havia dezenas de camisas de tudo quanto é time de futebol. Puxou uma e me deu. Estava novinha. Pediu para eu vestir a camisa para ver se ficou boa. Acanhado, tirei minha camisa e fiquei só de short. Fiz isso sentado na beira da cama. De repente ele sentou do meu lado e enquanto eu preparava a camisa para vestir, ele apoiou a mão na minha coxa e disse que eu tinha um corpo bonito. Eu não sabia o que fazer nem o que dizer. Depois de vestir a camisa ele me olhou e disse que tinha ficado ótima. Tirou novamente a camisa para vestir a minha e ele alí, ao meu lado. A mão apoiada na coxa subiu mer corpo e ele começou a me alisar. Como não dizia nada e nem esboçava reação, ele continuou.Passou a mão no meu pau e eu fiquei muito assustado com meu pau ficando duro, exitado como nunca. Deixei ele fazer o que queria. Então mandou eu deitar na cama, de bruços. Tirou meu short, minha cueca e minha camisa. Abriu minhas pernas, colocou um travesseiro em baixo da minha barriga, e começou a acariciar meu cuzinho. Metia o dedo devagarinho e lambia, molhando tudo com saliva. Aos poucos foi acariciando e colocando mais dedos, e eu sentia já um incômodo, ele abrindo meu cuzinho de vagar e molhando com saliva. Depois se pôs de joelhos e começou a encostar a cabeça do pau dele na portinha do meu cú, me dando grande aflição. Cuspia e ia tentando enfiar a cabeça e eu reclamava que estava doendo. O tempo passou e de tanto insistir ele conseguiu meter a cabeça do pau no meu cú, e com movimentos lentos, foi tentando enfiar mais. Eu sentia um incômodo grande, doía, mas ele continuava com aquele movimento lento, até que senti que o pau dele estava dentro de mim. Depois pediu para eu levantar e ficar de quatro, na beira da cama, ele veio devagar e enfiou de novo, fazendo os mesmo movimentos lentos. quando estava preste a gozar, mandou eu virar pra ele e chupar o pau. Fiquei com nojo, pois estava dentro do meu cú, mas obedeci e deixei ele enfiar o pau na minha boca. A essa altura ele estava gemendo muito, e parecia cheio de tesão. O pau ia e vinha da minha boca fazendo eu salivar muito. Num dado momento ele segurou minha cabeça com força e encaixou no canto da minha boca. Sentia um líquido quente, viscoso e salgado tomar conta da minha boca. Quando ele tirou o pau, a porra desceu abundante e escorreu pelo meu peito. Ele caiu sentado na cama e eu fiquei alí, com meu cuzinho arrombado e a boca cheia de porra quente escorrendo...

Sobre este texto

Prazersg

Autor:

Publicação:3 de novembro de 2015 15:56

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 03/11/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Edward Robinson de Jesus Vasconcellos
    Postado porEdward Robinson de Jesus Vasconcellosem9 de novembro de 2015 03:50

    Fiqueui muito editado lendo esse conto gostaria de estar no lugar do garoto

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*