Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Cine pornô pague 01 ingresso, ganhe 02 boquetes

Cine pornô pague 01 ingresso, ganhe 02 boquetes: Costumo freqüentar muito o centro velho de SP, na região da 25 de março e Sta. Efigênia, mas nuca tinha ido a um cinema pornô, que como todo mundo diz só dá veado. Em um sábado fui ao centro, mas em pouco tempo começou a chover bem forte, e eu não tinha com continuar o meu role, e nem como chegar até a estação de metrô sem me molhar, então para passar o tempo e também matar a curiosidade que sempre tive entrei em um dos cinemas, de cara percebi que dois homens se divertiam em um canto do cinema, enquanto outros estavam espalhados pela sala. Sentei-me na última fileira de cadeiras, a umas 05 cadeiras ao lado de um senhor de uns 40 e poucos anos, que logo chamou minha atenção, pois ele estava acariciando sua rola por cima da calça, e às vezes olha para os lados. Não demorou muito e eu também entrei no clima e comecei a fazer o mesmo influenciado pelo tesão da cena que rolava na tela. Dando uma de desentendido eu dava uma olhada para o coroa como se nada estivesse acontecendo, e voltava atenção para a tela. Não dava para ver muito da rola do coroa devido a pouca luz do local. Uns 10 minutos depois o coroa se levantou e veio em minha direção e se sentou a duas cadeiras mim, na hora já gelei, ele então puxou assunto (sobre o filme). – NOSSA ESSA MULHER METE PRA CARALHO, NÃO É NÃO? Eu meio sem jeito respondi: - É METE MESMO. – VOCÊ PERDEU A CHUPETA QUE ELA VEZ ANTES DE VOCÊ ENTRAR, SE EU GANHASSE UMA CHUPETA DAQUELA, EU FICAVA FELIZ DA VIDA. Eu só sorri; O coroa então resolveu se masturbar com a rola fora da calça, então pude perceber que ele tinha uma rola linda, grande e grosso de cima a baixo e tinha uma cabeça rosada maravilhosa. Ficamos assim algum tempo até que começou outra cena, como de costume a atriz começou pagando um boquete maravilhoso pude perceber que o coroa ficou ainda mais excitado, ele se virou rapidamente para o meu lado e viu que eu estava olhando para ele; Ele então disse: - OLHA QUE TESÃO, ADORO UMA CHUPETA MEU PAU FICA DURO PRA CARALHO QUANDO EU VEJO UMA, VOCÊ TAMBÉM NÉ? EU TO VENDO QUE VOCÊ TA DOIDINHO. Eu respondi olhando para a rola do coroa: - É eu to de pau duro, mas seu parece que vai explodir. A única coisa que ele falou foi:

- Segura ele pra você vê como ta duro! E foi pegando minha mão e levando até o pau dele. Não sei bem o que passou pela minha cabeça, mas eu não pensei 2 vezes e me estiquei até ele ficando praticamente deitando na cadeira separava nossos assentos e segurei firme sua pica e com a outra mão segurava a minha rola, que delicia sentir aquele monte de carne na minha mão, comecei a bater uma punheta bem gostosa pra sentir todo o pau daquele coroa, ele gemia baixinho, passava os dedos na cabeça depois descia até o saco dele, seu pau já estava latejando quando senti uma mão nada boba na minha bunda, ele apertou bem forte em quanto se levantava e sentava ao meu lado, ele então deu a tão esperada ordem. - VAI CHUPA ELE PRA MIM. FAZ UMA CHUPETA GOSTOSA PRA MIM SEU VEADO!!!
Eu pensei em sair da li, mas aquela situação havia me deixado com muito tesão, eu me entreguei ao tesão e decidi mamar sua rola maravilhosa, passai a língua na pontinha da pica que estava babando e senti o gosto do líquido que escorria da rola fiquei com um pouco de nojo e parei de chupar, mais o coroa colocou as 02 mão na minha cabeça e a forçou contra aquela rola, ele só sussurrava: - LAMBE SAFADO, LAMBE MINHA ROLA, LAMBE GOSTOSO, e aos poucos comecei uma chupeta caprichada, fui colocando seu pau todo na minha boca, mas não consegui a rola do coroa era muito grossa, eu massageava suas bolas peludas, coloquei o que consegui na minha boca eu estava delirando, nunca havia mamado uma rola dessa grosura, subia e descia com a boca naquele pauzão gostoso que estava me enchendo à boca como era gostoso, não queria que ele gozasse na minha boca, manerei na chupeta pra aproveitar o máximo, eu queria mesmo era sentar e rasgar meu cuzinho bem gostoso, gelei em pensar na quilo dentro de mim, voltei a me dedicar a chupeta, dava chupadas fortes e rápidas segurando na base do pau e nas bolas, sentia ele pulando na minha boca, quando ele anunciou que iria gozar, falei para ele não gozar na minha boca, e aumentei mais ainda o ritmo e apertava mais as bolas ele gemia cada vez mais, quando senti suas mão forçando minha cabeça contra a sua rola, percebi que ele iria gozar na minha boca, e comecei a me debater conseguindo com muito custo tirar aquele monstro da minha boca, bem a tempo de sentir um jato quente de porra na minha cara, me lambuzando todo o rosto e lábios, ele mandou que eu continuasse mamando a sua rola, mas não parava de sair porra, continuei massageando a rola do coroa, até que ele já guardando sua rola na calça disse. - Maravilha você faz um boquete muito bom, mais não quis tomar leitinho agora ta com a cara toda branca, parece puta, vem aqui semana que vem pra você me fazer outro boquete.
Eu estava com a cara todo cheia de porra, limpei um pouco a região dos olhos e fui em direção ao banheiro, no caminho um rapaz me olho e disse: - HHHEEE VEADO, SEU MACHO NÃO TE ENCINOU A MAMAR O LEITE??? Nem olhei para ele e continuei meu caminho até o banheiro. Ao entra fui direto para a pia lavar meu rosto, mas assim que me inclinei para abaixar o rosto na pia, tomei um tapão na bunda, quando me virei vi que era o cara que tinha mexido comigo no corredor.
- Hein veado não limpa essa cara não, eu quero você assim com cara de puta, eu vou ensinar você a tomar leite, vem aqui chupa milha rola.
Disse isso e foi colocando a mão na minha cabeça e forçando para baixo, os outros caras saíram e ficamos só nós dois; Eu disse a ele que não estava mais afim, ele riu e me puxou pelo braço até uma das cabines de sanitário, me dando um empurrão me fazendo sentar no sanitário, e disse com uma voz bem autoritária:

- Você não esta mais a fim? Então senta ai e deixa que eu faço sozinho. Ele trancou a portinha do sanitário e veio com a pica na minha cara, forçando a entrada na minha boca. Tentei resisti pedi para que ele não fizesse aquilo, ele disse que quanto mais rápido eu chupasse mais rápido ele ia embora, sem opções, pois ele era mais forte que eu, e eu também estava com vergonha de pedir ajuda e mais alguém me ver com a cara cheia de porra, acabei cedendo e cuspi naquela pica, decidi chupar para por fim aquela situação o mais rápido possível; Terminei de abaixar as calça dele até o joelho, segurei suas coxas e com aquela rola que dava para ver as veias saltadas, apontando para minha cara, comecei passando a língua em toda a extensão do pau dele, de cima para baixo, de baixo para cima, deixe o rastro de saliva naquela rola, e comecei a esfregar a cabeça do pau a fim de fazê-lo gozar rápido, fique lambendo apenas a pontinha do pau, olhei para ele e pude ver na sua cara o quanto ele estava gostando de ser chupado, Chupei com vontade o fazendo o pau sair quase todo da mina boca, e depois enfiando o máximo que eu pude na boca, e então segurou minha cabeça com as duas mãos e começou a foder minha boca, enfiando o pau dele na parte interna da minha bochecha e fazendo um vai e vem, até que começou a socar fundo na minha garganta, me fazendo babar e engasgar muitas vezes, pedir para que ele não fizesse isso. – VOCÊ NÃO DISSE QUE NÃO ESTAVA AFIM? ENTÃO FICA QUETO ABRE A BOCA E DEIXA EU FODE ESSA BOCA.

E assim ficamos uns minutos ele fodendo minha boca, cada vez mais rápido até que começou a gemer, e disser que ia gozar, eu tentei tirar a o pau dele da minha boca, mais ele me encostou na parede e ficou socando, me deixando sem espaço para recuar a cabeça, ele metia com mais vontade de maneira enlouquecida até, que não agüentou mais e soltou toda a porra dentro da minha boca, gozou tanto que a porra saiu pelo canto da minha boca, mas ele não queria que eu desperdiçasse nada, mandou que eu engolisse tudo e o que sobrou em meu rosto da porra do coral, ele colocou com o dedo para dentro de minha boca. Eu continuei chupando até seu pau ficar limpinho sem uma gota de porra; ele me pegou pelo cabelo ainda sentado no sanitário e me fez olhar para ele e sussurrou:

- Isso veadinho do caralho, viu como você aprendeu a beber leitinho, se você quiser e eu sei que você vai querer, sábado que vem eu vou estar aqui no mesmo horário, vem que eu vou ensinar você da o cuzinho, (se ele soubesse que sou craque nisso) fui até a pia e desta vez consegui me lavar e fui embora o mais rápido que pude, mas ainda sentia a dormência no queixo, e o gosto de porra na boca, e decidido a não voltar novamente naquele lugar.

Sobre este texto

Primo.

Autor:

Publicação:30 de maio de 2012 16:28

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 1.902 vezes desde sua publicação em 30/05/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Pietro
    Postado porPietroem1 de novembro de 2015 21:43

    Marcelo, eu também sou hétero mas tenho tesão por ser chupado e principalmente chupar rolas. Sempre guardei esse tesão escondido, nunca o realizei. Vamos nos comunicar? Quem sabe vc não é o cara que pode tirar a virgindade da minha boca... Em troca, faço o que vc quiser. Sou de São Paulo - SP. Se tiver interesse, me manda um e-mail: [email protected]

  • marcelo
    Postado pormarceloem20 de junho de 2015 19:22

    que delicia de historia, sou hetero mas adoro bater uma punheta, chupar e ser chupado nesses cinemas. sou um voyuer safado, mas sou timido e guardo esse meu tesao escondido, queria conhecer homens que curtam o mesmo que eu.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*