Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Bom dia

Bom dia
Dando Bom Dia

Pela manhã Marta estava simplesmente maravilhosa, com seu rosto angelical e parecia está sorrindo nos seus sonhos matinais, os primeiros raios de luz entra no quarto ainda escuro por uma pequena abertura da janela, eu aliso seus cabelos pretos e a beijo, ela tenta abrir os olhos e se vira para o outro lado, ainda adormecida e encolhe um pouco uma perna preguiçosamente, se largando por inteira e pelo lençol fino dar para imaginar o seu belo corpo,sua bunda e coxas, mesmo com a pequena iluminação natural, ela ficava ainda mais sedutora, começo a puxar o lençol devagar, descobrindo aos pouco seu corpo moreno, resmungar algo que não entendo, paro quero te fazer uma surpresa.

Coloca a mão nos olhos e ouvido querendo dormir mais um pouco, eu continuo a desnudando, os primeiros sinais das suas nádegas volumosa com a marca do biquíni aparece para ser explorada e deflorada, tenho receio que acorde assustada, mais ela continua dormindo lindamente, continuo a puxar o lençol e deixando toda mostra seu corpo nu, admiro com minha visão privilegiada sua xoxota, chego mais perto e coloco a palma da mão próxima a sua gruta e sinto o calor vindo de dentro, chego a toca-la, estava quente e semi-úmida, estou excitado, pego nos seus quadris e puxo devagar para a mim para a  posição de quatro e ela vem sonolenta com a cabeça arrastando pelo colchão, revelando um botão tentador em sua bunda.


Devagar vou entrando nela, fico no vai e vem deliciosamente lento, admirando aquela bunda, ela estava com o sono pesado e por instinto aumento a intensidade, escavando sua gruta, diminuo a intensidade dos meus movimentos, ela se vira e me olha sem entender muito bem o que está acontecendo, passa a mão para comprovar algo dentro dela, sente minha pica enterrada na buceta molhada, tenta dizer alguma coisa mais desiste, eu sorriu maliciosamente e coloco força em meus movimentos de vai e vem e digo, murmurando:

- Bom dia, amor.

Não tenho resposta, Marta só suspira, geme e mexe os quadris se empurra para trás, se arreganhado toda, sobre a pressão me instalo todo dentro do seu rabo - hummm, hummm, ohhhhhh....hãmm

Eu aumento ainda mais meus movimentos, com força, desejo e o som das batidas na sua nádegas perecia aplausos, me levando a querer explodir em orgasmo, chego a sair da sua bunda, desesperado a penetro de novo, agora de novo na sua buceta quente.

- Bom dia, responda bom dia nega, hummm, hãmmm vai amor, hãmmm aiiiiiiiii aiiiiiii, vou...quero gozar,vem comigo amor, goze. 

Finalmente ela responde, baixinho, entre gemidos e sussurros.

- Bom dia, hãmmm, aiiii, Bommmmm diaaaaa filho, o que é isso, eu vou amor..quero ir junto. - aiii, hãmmmmm, hãmmmm, hãmmmm, aiiiiiiiiiiiiiiiiii. estou amor, estou amor...vai amor, vai amor.- Marta gritava. Que bom dia gostoso é esse filho,  issssssss aiiii! Gozei amor, Bom Dia pra você também.

Roberto Ornelas


Sobre este texto

Roberto Ornelas

Autor:

Publicação:2 de novembro de 2016 10:02

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Exibicionismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 02/11/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*