Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

MÁGICA SURUBA


O fato que começo a contar agora aconteceu no nebuloso, mas porem fabuloso ano de 1988 o ano da copa na frança; falo isso por que foi marcante o fato de ter perdido a ilusão com o futebol já que tinha perdido com o amor, pois estava sozinho há muito tempo e só me preocupava com o trabalho, nesse tempo eu tinha dois empregos fixos, um como instrutor de esportes do estado e o outro como entregador de farmácia. Isso não me deixava muito tempo para ter encontros e eu já estava quase a beira da loucura sexual, ainda tinha um dos diretores do lugar que eu era instrutor esportivo que vivia me assediando pra ter uma relação comigo, mas eu não sou de ficar com homens e além do mais ele era conhecido de todos e disso eu to saindo fora sempre! Eu ficava vivendo de pequenos e desanimantes encontros com gatas de farás, e era só isso que eu tinha as vezes dava muito certo e a noite acabava em completa luxuria e torrides outras tantas nem em fracasso total coisa que nem quero comentar, mas pra minha surpresa tudo começo a mudar de um dia pra outro lá mesmo na farmácia, minha companheira de trabalho uma jovem senhora de uns 38 anos começou a ter uns assuntos muitos estranhos sobre sexo comigo e isso se tornou constante ao ponto de falarmos abertamente disso todos os dias sem pudores, seu nome Cícera não era de se jogar fora, mas também não era esse negocio todo ela ainda mantinha a forma mais nem tanto! Eu não lembro as vezes que me masturbei olhando pra brechas que ela dava quando ajeitava os medicamentos, peitos a mostra calcinhas fio dental e o caralho a quatro, às vezes parecia de propósito e sei que ela gostava de ser notada.
O tempo foi passando e tudo começou ater uma explicação pra que ela estivesse tão interessada na minha vida sexual, em um dia qual quer sem muito movimento na farmácia entrou um negro de quase 2mt de altura olhando pra mim e sem falar nada ficou andando pela farmácia até a chegada de Cicera que foi logo falando com ele, e ficaram um bom tempo falando de putaria e de quando em vez Cicera olhava pra mim e perguntava coisas do tipo e ai tinha coragem de ir numa dessas? E eu sacanamente dizia que sim toda hora, mas foi ai que eu percebi que o tal cara era gay e que estava querendo algo comigo e precisava de Cicera pra ajudar, quando ele saiu a minha amiga me chamou e começou a dizer que ele tinha comprado umas camisinhas pra fazer um bacanal a noite na casa dele que era na rua de trás da farmácia, e me perguntou se eu não ia lá da uma olhada no destroço? Eu fui direto e perguntei se ele era viado e tava a fim de mim por que eu não sou disso! Ela foi sincera e disse que sim, mas pra me confortar ela disse que ele só queria ser passivo, e isso foi um “grande alivio” a conversa toda foi assim.
- oh coisa sem lógica eu sair com um cara só pra te ajudar
- eu não preciso de sua ajuda você é quem precisa ser ajudado, pois ele tem varias amigas que curtem de tudo e com você ao lado dele vai rola sacanagem de todas as formas até comigo no meio, pra você ter uma idéia um dia ele veio aqui com um modelo e sua prima pra fazerem uma “boa festinha” e o modelo disse que não via a hora de sentir os 28 cm de rola dentro dele, á esqueci de te dizer ele é um monstro com um pau de cavalo e bem preto, sei que isso não vai te ajudar a se decidi mais eu já vi ele só com a camisinha pela metade do negocio por que não cobria tudo!
- e isso é animador pra quem não gosta de ver rola!
- mas deixa de besteira que ele só quer que você meta nele e não ao contrario, pois não sei como, mas ele disse que já viu a sua e adorou o que viu, branquinha lizinha grandinha do jeito que todos sonhamos, até eu fiquei com vontade nela, e quem sabe não vamos nos da bem uma hora dessa em!?
- sei não vi CI mais tu tá usando coisas de tarjá preta demais, e isso de eu ir com um cara de pauzão pra meter nele é meio sem lógica pra mim!
- cara deixa de besteira viva o modernismo do mundo homem transa com homem mulher com mulher todos com todo mundo ao mesmo tempo isso é suruba isso é que é vida, e não essa coisa de tu sair com uma menininha de festa que só quer saber de beijar e sair pra cinema, seja adulto e deixe de pensar em que os outros vão pensar e falar de você se caso um dia descobrir, pois tudo é feito de um jeito que não tem como saber de nada nunca!
- olha CI vou pensar nisso e daqui pra sexta eu te respondo hoje eu vou é pra casa ficar sozinho que eu assim que ganho mais ou pelo menos não perco nada! Nada mesmo nem minhas pregas.
Depois disso caímos na gargalhada e no final do expediente Cicera ainda me perguntou se eu tava decidido mesmo e respondi que sim, ela saiu em um carro preto e quando eu vi quem dirigia o carro eu quis mudar de idéia, era Paula uma cliente que é quase um sonho em carne, uma mulher de fazer o mundo virar de ponta cabeça,
Às vezes deixava entregas de K&Y gel na casa dela e ela virava de costas pra ir pegar o dinheiro com aquele bundão enorme na minha frente era quase uma anomalia, viúva com 32anos sem filhos e com vários “namorados” um mais bonito que o outro escolhidos a dedo, eu já tinha batido uma pra ela até escondido no jardim de sua casa olhando a janela dela, e juro que quando vi Paula no carro dizendo adeus que pena que tu não vai eu quis deixa de lado essa coisa de pecado e ir correndo pra dentro do carro dela!
Mas o medo o meu forte de eterno medo me deixou paralisado e sem ação de falar nada, eu apenas olhava incrédulo que aquela deusa ia pra uma orgia e me chamou e eu não fui “que burro” fui pra casa de bicicleta e no caminho eu passei pelo centro da cidade em ruas escuras que escondem vários tipos de coisa inclusive o sexo bruto, passando por uma rua quase escura quase caio da bike quando vi uma cena bizara sem precedentes; um destes travecão desse de rua tava de pé com o pau pra fora do lado de um carro e um senhor de uns 50anos chupando a vara toda dentro da boca sem se importa com o movimento da rua, certo que quase nenhum e mesmo com minha presença eles continuaram sem se preocupar, eu dei uma volta no quarteirão pra ver se via mais já bastante excitado e quando entro na rua ao lado o que vejo é ainda mais absurdo, um cara fudendo com outra travesti ainda mais gostosa e também de pau e pror sinal bem grande pra fora, o cara não parou de meter nem quando eu parei de lado deles para ver a cena toda mais de perto com detalhes, o travesti até perguntou se eu não queria pagar pra participar, ai eu quase fui sem pensar, mas então lembrei que poderia ta fazendo isso de graça ou até recebendo e preferir não querer, e agora tava ali admirando o que eles faziam e querendo participar pagando por tudo. Não eu não ia cair nessa tentação e fui embora sem arrependimento, mesmo que quando chegando em casa quase não parasse de me bronhar pensando em tudo que tinha visto eu não poderia fazer isso.
Os dias foram passando e Cicera sendo cada vez mais indiscreta com tudo chegava até a mostrar suas roupas intimas e perguntar se eu achava que ela ia arrasar na festinha da noite, eu sorria e dizia que sim sem deixar passar o meu desejo de fazer uma grande loucura ali mesmo com ela dentro do banheiro talvez. Certo domingo dia de movimento fraco Cicera me mandou pra uma entrega e quando cheguei lá era na casa de Jorge o dito negro da rola de jumento o alopradão que dava a bunda, entrei e como de costume ele estava só de roupão sem cuecas pra se exibir, eu fiquei na entrada da casa e observava se ele não aprontava nada, pois ficava morrendo de medo de ser pego de surpresa e ter que fazer os desejos animalescos dele, mas ai veio uma boa surpresa olhando pra dentro da casa vi uma super loira passando sem só de calcinha e indo em direção ao Jorge e sem mais nem menos pegou sua pica e começou a chupar ali mesmo na minha frente ai então olhou pra mim e disse eu poso fazer em você também se você quiser, eu fiquei igual poste ela veio e fez a coisa mais extrema da minha pacata vida, uma chupeta de filme pornô e eu ali em estado de choque nem mesmo percebi que Jorge foi descendo e fazendo o mesmo que ela, isso mesmo eram duas bocas duas línguas, e eu ali parado em tempo de explodir de tazão, até que veio tudo aquilo e eu soltei na linda boca de LAIKA que passou tudo pra Jorge com um ofegante beijo na boca, eu me vesti e sai correndo sem olha pra traz nem peguei o dinheiro da entrega apenas sai. Cheguei à farmácia e Cicera me olhou com um escroto sorriso e foi dizendo e ai deu certo troca o gás da LAIKA? Eu apenas acenei que sim e fui pro banheiro pra tomar banho acho que com nojo de mim mesmo acho que querendo tirar de mim aquele cheiro de luxuria, fiquei lá até ser chamado pra outra entrega e nisso passei na frente da casa e juro pensei em entrar e fazer mais daquela boa loucura, uma aventura sexual como nunca vivi na minha curta vida, mais eu me agüentei e fui embora.
Quando chegou a noite na hora de fechar a loja Cicera me perguntou se eu iria com ela na casa de Jorge pra dar um tempo e eu me fiz de doido e disse que não ela insistiu e disse que a LAIKA ai tá lá e talvez a PAULA também, eu juro que quis correr até lá com ela na bike e deixar mandar tudo pro mais fundo inferno lá onde certamente minha alma vai estar ou se já não tá me esperando por tudo que fiz; mas não eu disse pra ela dar um tempo e ir só, claro que isso não foi assim tão fácil e chegada a hora de irmos Cicera falando ao telefone começou a pegar uma seqüência de coisas como preservativos K&YGEL xilocaína e alguns estimulantes a base de guaraná, na saída estava lá o carro preto de Jorge com a LAIKA dentro vestida só de roupa intima e foi logo dizendo, (vem vamos acabar de trocar meu gás, fazer o resto do que começamos meu lindo!) nessa hora eu fiquei sem chão deixei elas irem e quando já estava longe na bike eu dei meia volta e voltei correndo pra casa de Jorge sem medo, sem pudor, sem pensar em nada mais ou em mais nada só no momento e no que eu esperava dele, afinal o inferno já me tinha e o pecado já havia tomado conta de mim por mais de uma milha de vez, quando cheguei lá Jorge foi me atender no portão já pelado, isso mesmo completamente nu com a arma dura e foi logo dizendo vamos logo que elas já estão na fará sem nos, e entramos no quarto e o que vi parecia não ter sentido algum, LAIKA aquela linda loira estava por trás de CI aparentemente enrabando ela sem dó eu fui pra mais perto pra ver se era um vibrado aquilo tudo que entrava na CI, mas o que eu vi me deixou com ódio na hora, não era um vibrado e sim o pau de LAIKA que parecia uma baqueta longo e fino, mas estava lá todo duro entrando e saindo do cu da CI sem pena, eu quis sair correndo e Jorge me segurou e disse.
- olha deixa de besteira que ela continua sendo a mesma mulher que te chupou mais cedo, e você adorou que eu vi, vamos lá termine o trabalho ou você é um frouxo enrustido, e tem mais se você sair daqui vou espalha que nos trazamos e que fizemos tudo tudinho mesmo, vou ligar pro vigia da rua pra ele ti ver saindo daqui com cara de nojo e ele vai se encarregar de contar tudo em todos os lugares até chegar a sua rua.
- mas isso é demais eu não tenho coragem pra fazer isso e cadê a PAULA pra porder participar?
- vamos hoje é só nos depois eu te dou ela e uma amiga dela que é um pouco melhor eu garanto!
Eu não tenho escolha mesmo não é?
- não tem, alias tem sim você pode escolher ser só ativo ou bi!
- e eu disse que só ativo já tava muito bom mais que o limite
E então começou o que seria a coisa mais depravante que eu tinha participado na vida, uma coisa sem qual quer explicação, mas que era ótima magia pura, sim era mágico o momento, sem precedentes eu sei, mas dali por diante seria tudo diferente na minha civilizada vida sexual.
O que eu conto agora é real e sem cortes e principalmente pra maiores de 25 anos ou mais, a sacanagem rolou solta logo que fui pra cama coloquei o pau no rabo da CI aproveitando a abertura deixada por LAIKA, meti de uma só vez com raiva já que ela era o motivo de eu esta ali, enquanto isso Jorge dava o pau pra LAIKA chupar e o seu era mamado por CI que se cuspia toda e babava naquela coisa monstruosa, depois eu fui pra trás de LAIKA e comecei um gostoso vai e vem LAIKA mandou CI fica debaixo dela e foi metendo em sua xoxotinha e lambendo o pau de Jorge que dizia que só ficaria satisfeito com minha rola na bunda dele, eu nem escutava e continuei metendo em LAIKA, a coisa estava quente e em determinado momento Jorge pegou meu pau e chupou enquanto comia a bunda de CI e LAIKA metendo no rabo dela, depois o que veio foi coisa de pornô puro Jorge passou a comandar o negocio e a coisa ficou mais artística, eu metia tudo nele e ele por sua vez colocava o pau no cu de CI junto com LAIKA isso mesmo DP anal ali na minha frente ao vivo, depois mudamos Jorge deitado sobre mim de costa com meu pau em sua bunda e CI em cima dele com a tora dele atolada em seu bucetão e nisso sinto algo entrando no cu de Jorge junto com meu pau, pois bem era LAIKA que meteu seu pau sem nada na bunda dele fazendo assim uma DP anal nele também, ai Jorge gritou pela primeira vez de prazer e disse, “eu quero fazer isso em você LAIKA meu amor vamos eu quero mete em você junto com meu gatinho” e foi feito LAIKA ficou em cima de Jorge e eu fiquei de frente pra LAIKA vendo seu pau enquanto metia em seu cu, CI sentou na cara de Jorge e ele ficou lambendo frente e verso de seu corpo, aquilo tudo era muita loucura e eu não estava me contendo e pela segunda vez gozai desta vez na cara de CI e vi LAIKA e Jorge lambendo a porra toda, Jorge por sua vez soltou um jato forte e grosso de porra na cara de LAIKA e ai CI foi lá e lambeu todinho, a orgia continuou até mais de meia noite nossos corpos cansados de tanto Prazer e nos ainda fizemos uma DP vaginal na CI hora seu por cima horas Jorge por cima, e em quanto um ficava em cima tirava o pau da boceta e dava pra LAIKA chupar, e meter novamente teve uma hora, em que eu fiquei com LAIKA de quatro metendo na bunda de Jorge e Jorge sendo chupado por CI era muito bom pra crê verdade e então dei mais uma esporada, dessa vez nos peito magnífico de silicone da LAIKA e vi CI lambendo tudo e cuspindo de volta na boca de Jorge e ele cuspiu dentro do cu de CI e LAIKA ficou sugando o gozo todo e beijou a boca de Jorge com tanto alvoroço que parecia que ia sufocá-lo.
Eu fiquei quieto e peguei minha roupa fui em direção a porta e eles disseram pra eu não ir, eu me virei e com um suave tom de sarcasmo falei que já tinha cumprido toda minha obrigação, e então Jorge perguntou (você gostou pra poder ter mais? Se sim lembre se da PAULA que ela ainda vem outro dia pra fazer muito mais!) eu disse que talvez viesse me virei e fui embora à meia noite e pouco de bike e com o corpo desgastado de sexo, não me preocupei com o perigo fui embora e desta vez vi os travestis com seus clientes e nem tive vontade de parar, afinal eu estava saciado e quer saber foi lembrando deles e suas transas na rua que eu criei muito mais coragem pra participar da mágica suruba.

Sobre este texto

rogerrogerio

Autor:

Publicação:21 de janeiro de 2013 09:33

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Swingers

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 773 vezes desde sua publicação em 21/01/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Menino do Rio
    Postado porMenino do Rioem14 de julho de 2014 15:34

    Tem pessoas que não sabem o que é bom, temos que aproveitar tudo que vier em matéria de sexo, vale a pena, bjos

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*