Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

o pacto

Quando ele me contou eu não quis acreditar de tão absurda que era a historia a minha crença eu resisti há dar, uma coisa de um mundo totalmente fora do normal algo incomum mesmo pra quem se considera moderno demais uma coisa surrealista; tudo vai ser bem encoberto para preservar o nome dos participantes da trama que eu me dou o direito de contar a parti de agora.
Era por volta do ano de 93 quando dois grandes amigos teriam que se separar por um longo tempo, coisa que nunca aconteceu durante a vida deles, amigos de verdade do tipo que conhece um ao outro da forma mais verdadeira mais detalhada uma coisa de amizade sincera, seus nomes fictícios ou seja falácianos vão ser Rubens e Hilder parceiros de uma vida toda que via sua amizade de tantas coisas juntas como brincadeiras jogos e até namoros, isso mesmo quantos namoros juntos com as mais diversas meninas de formas variadas, sexo entre eles nunca jamais existiu porem já aviam participado de alguns ménages juntos se nenhum tipo de pudor entre eles, pois a amizade e a confiança era tamanha que não tinha espaço para vergonha entre se, e isso agora parecia que estava chegando ao fim com a partida de Hilder para a Europa realizar um sonho de sempre que agora estava preste a se realizar, Hilder não gostava muito de viver com seu pai depois da morte de sua mãe e quando completou 18anos ficou decidido à ir embora, atrás de uma nova vida no velho mundo; ele com alguns amigos de faculdade estavam disposto a tentar a vida na Itália com o propósito de trabalho e ficar por lá durante dois anos não mais que isso, conversou bastante com Rubens e falou que sempre estaria atualizando as coisas pra quando voltasse nada mudasse tudo ficasse igual. E foi assim Rubens foi deixar o amigo no aeroporto e lá prometeram amizade eterna sem frescura de rabo coisa de macho mesmo e Hilder embarcou no avião rumo a uma nova vida e sem seu pai por perto.
Só que a vida não é como o planejado e durante um longo tempo Hilder ficou sem dá noticia pra qual quer pessoa, nem mesmo pro seu pai e seu melhor amigo o Rubens que já havia pensado em vários motivos pra isso até mesmo a morte dele; e nisso passou cinco longos anos de ausência total e completa de Hilder quando em uma tarde de terça feira chegou à casa de Rubens uma carta que mudou a situação, era uma carta de Hilder falando que estava tudo muito bem e que não havia enviado cartas antes por motivos financeiros e com medo também da imigração por está clandestino no país, que no caso é a Holanda, vinha falando de muitas coisas que aconteceram em sua vida e sobre tudo que estava acontecendo no momento que estava ótimo com um bom emprego e oportunidade de crescer na vida, vinha dizendo que em breve tinha uma surpresa e que tinha uma amiga indo pra Fortaleza que levaria umas lembranças pra ele e também mais noticias suas, e quando estivesse próximo mandava uma foto e o dia com todos os detalhes pra que Rubens fosse esperar pro ela no aeroporto para receber seus presentes.
Com o passar de mais dez dias chegou outra carta de Hilder informando a data e com uma bela foto de sua amiga JULIY, que era pra Rubens ver bem sua foto e reconhecer ela quando fosse busca lá no aeroporto; tudo certo chegada à data e lá foi Rubens a espera de novas noticias do seu eterno amigo HIlder, pois era isso que ele queria não ia atrás de lembranças seu interesse era puramente saber de noticias de preferência boas de seu amigo. E chegou a hora de receber JULIY e fazer todas as perguntas que estavam entaladas na garganta, todos os porquês e entender um pouco do real sumiço do amigo que o preocupava tanto; e JULIY apareceu na área de desembarque e a visão que Rubens teve foi de uma mulher deslumbrante e digo mais estonteante, que faria qual quer homem na terra realizar seu sonho de consumo carnal, e com Rubens não era diferente ele ficou encantado com a beleza de JULIY e quase não consegui falar ao lado dela nem mesmo para apresentar se tanto que foi dela a iniciativa de começa a falar.
- oi você deve ser o Rubens que o Hilder fala tanto e digo logo tão bem!
- é sou eu mesmo o próprio em carne e osso
- vejo que mais carne que osso, você malha?
- um pouco às vezes, a minha profissão pede isso!
- é mesmo e o que você faz da vida Rubens?
- sou policial militar e nas horas vagas PERSONAL TRENER de uma academia perto de casa um dia eu te levo pra conhecer!
-um que bom assim eu mantenho minha forma com uma pessoa desta ao meu lado, bem que Hilder falou que eu estaria em ótima companhia!
- foi mesmo e você vai querer minha humilde companhia, veja que eu não sou muito de sair pra festas e vivo de trabalhar, nem mesmo namorada eu tenho!
-um isso é bom saber, pois o seu tempo livre vai ser ao meu lado me dando proteção e atenção eu espero!
- mas me diz você vai ficar a onde mesmo, lá em casa ou em um hotel
- isso foi bem ousado da sua parte eu gosto muito disso em homens, decisão, mas eu reservei um quarto no MARINAPARK HOTEL se ficar mais do que quatro dias eu vou pra sua casa, ficar uns dias no quarto que você dormia com Hilder
-ele falou disso pra você, ele não perde tempo mesmo com as conversas
- ele me contou tudo sobre vocês tudinho mesmo, sem segredos entre nos dois siligas
- é ele falou tudo mesmo só que é siliga, e vamos andando no carro conversamos mais indo pro MARINA
No caminho até o hotel a conversa foi muito boa com todos os tipos de assuntos e perguntas, às vezes sobre Hilder outras sobre JULIY e sobre é claro como era morar na Holanda, foram os vinte minutos melhores da vida de Rubens até agora, ele sabia que isso era coisas de Hilder que queria o agradar com uma linda mulher destas; chegando ao hotel ainda teve tempo de marcar uma praia para depois, mas tinha que ser no outro dia logo cedo pra não atrapalhar o trabalho de Rubens.
Quando Rubens chegou em casa foi logo vendo o que Hilder tinha mandado para ele curioso em saber se tinha fotos atuais de seu amigo e quem sabe de uma possível mulher, na caixa que era de tamanho médio tipo uma caixa de uma TV de 14polegadas, vinha um bilhete falando sobre JULIY e como ela se interessou nas fotos dele, falando que o caminho estava aberto para suas tentativas, também tinha umas camisas de times de toda Europa e alguns bonés, uma garrafa de absinto original da Hungria e outras coisas mais que não convém contar, mas o que deixou com a pulga atrás da orelha alem do fato de não ter fotos recentes de Hilder, foi a conversa de que JULIY estava interessada nele isso foi ótimo para ele, na verdade era tudo o que ele precisava ouvir no momento algo assim que deixava seu ego em tamanha demasia, e dava uma grande ajuda na sua conquista já que ele certamente ia corre atrás de um chance dessa, e também contava o fato de Rubens esta há um bom tempo sem namorar serio já que o mesmo a pouco saiu de um relacionamento complicado com sua prima, e ainda mantêm um certo desejo nela não correspondido, assim talvez ele esquecesse de vez a sua ex.
No dia seguinte logo ao amanhecer Rubens foi correndo até o MARINA para encontrar JULIY e tentar conquistar aquela mulher que veio do céu, chegando na recepção do hotel ele pediu que ela fosse avisada de sua presença e assim foi feito, Rubens ficou alguns minutos esperando enquanto ela se aprontava para ir a praia com ele, e a ansiedade aumentava, mas logo isso tudo passou quando JULIY apareceu na sua frente com uma saída de banho branca com uma arara desenhada e por baixo uma silueta que o deixou de queixo totalmente caído, e sem ver a hora de poder ver o biquíni que ela estava usando por baixo daquela saída de banho; com poucas conversas eles entraram no carro e foram rumo a praia do futuro, chegando lá o momento tão esperado JULIY tirou a saída de banho e ficou só de biquíni era uma coisa linda de se ver, foi difícil de Rubens se manter sem olhar todo tempo pra JULIY, foi muito difícil de se segurar o pescoço que não parava de girar para o lado de JULIY, mas Rubens conseguiu se manter normal e ficou conversando com JULIY tentando não olhar para sua bela bunda e aqueles magníficos seios que até pareciam esculpidos á mão, só que algo aconteceu que quase derrubou Rubens da cadeira, JULIY pediu que Rubens passasse o protetor solar em seu corpo e ele quase tem um treco, agora é que ia ser impossível de esconder sua ereção que estava visível ao longe, a solução foi ficar ajoelhado do lado de JULIY e tentar disfarçar o que o seu corpo não deixava; e nisso ficou Rubens espalhando lentamente o protetor solar no corpo do seu desejo em forma de mulher e era fácil de espalhar, já que sua pele era lisinha, talvez por causa do frio da Holanda e dos cremes que com certeza usava para manter sua linda aparência jovial; em determinado momento Rubens se levantou e meio sem querer JULIY percebeu a ereção do rapaz e ficou enaltecida, lisonjeada de certa forma com a ereção do rapaz por ter passado a mão em seu corpo, ela percebeu a volúpia do moço e ele vendo o que acontecia ficou envergonhado com a situação, e conversa vai conversa vem e nisso o dia foi embora, já era chegada a hora de ir pra casa e voltar também para o trabalho, no caminho até o hotel o envergonhado Rubens foi dizendo que no outro dia teria que passar o dia inteiro de plantão e que não tinha como sair com ela, mas que depois de amanha poderiam sair na noite e ir á uma boate talvez em um forro ou quem sabe em outro local de sua preferência, JULIY aceitou e falou ainda que estaria esperando por sua companhia muito em breve, quando ela foi descer do carro ainda teve tempo de dar um selinho em sua boca, que deixou Rubens atônico sem saber o que fazer apenas olhar para a sua desejada.
Rubens foi para sua casa andando sobre as nuvens com um sorriso no rosto do tamanho da madrugada, era a felicidade em pessoa não ficava assim há tempos, ele pensou que se tivesse o telefone de Hilder ia ligar para ele agradecendo por ter enviado um presente tão bom assim para ele, isso era coisa de amigo mesmo de verdade. Só o que estava atrapalhando a seqüência da historia toda era o fato que no outro dia Rubens teria que ficar o dia de plantão sem ter como ver JULIY, ele ficou o dia inteiro olhando para o seu relógio implorando para o tempo passar ligeiro, e que ele pudesse ir de encontro a seu sonho.
No dia seguinte ele foi à ousadia em pessoa e saiu do trabalho direto para o MARINA PARK ver JULIY, não passou nem em casa foi como um louco sem medo de ser feliz, mas chegando lá uma coisa o fez cair em desespero foi a decepção total na sua vida, JULIY tinha encerado sua conta e tinha ido embora sem deixar um recado se quer apenas foi; isso acabou com a esperança de Rubens de viver um grande amor novamente de poder ter uma mulher linda em seus braços e poder amar sem barreiras enquanto o tempo permitisse, no seu rosto a marca da tristeza era visível e o engasgo na sua garganta denunciava que ele iria em breve cair no choro, ele tinha que voltar para sua casa correndo e se trancar em seu quarto para não ser visto daquele jeito triste.
O caminho foi uma tortura para Rubens ele vinha com lagrimas em seus olhos e soluçava para tentar esconder o choro, e foi assim até chegar na sua casa, e logo quando entrou seu pai foi saindo e dizendo, “ filho tem uma encomenda dentro seu quarto aproveite” e saiu deixando Rubens solitário; na hora em que entrou no quarto a surpresa foi gigantesca enfartaste, JULYI estava na sua cama vendo suas fotos e olhou para ele dizendo assim. “nossa como você era menino nesse tempo”. Rubens não entendia nada do que estava acontecendo e foi então que JULIY explicou
.
-desculpa a minha cara de pau Rubens, mas eu queria te fazer uma surpresa, como eu já tinha o endereço eu vim sozinha pra aceitar o seu convite de ficar aqui nesse meu dia de despedia da cidade
-esta ótimo pode ficar a vontade você é bem vinda aqui a toda hora!
- claro que é só por hoje, pois meu vôo sai as 01h00min da manha eu espero que você vá me deixar no aeroporto
-tudo bem mais e ai vamos aproveitar essas ultimas horas juntos indo pra onde?
- eu sinceramente prefiro ficar aqui com você e aproveitar algo que eu não vou ter em outro canto do mundo só aqui do seu lado
Dizendo isso JULIY deixou Rubens totalmente sem palavras com a cara pálida quase desmaiando, e mesmo sem reação Rubens foi pra cima de JULIY com voracidade e sem perde tempo foi beijando sua boca e descendo por seu pescoço e indo de encontro ao paraíso que eram aqueles seios rígidos como mármores, seus corpos estremeciam como se não tivessem um outro momento igual a esse na vida era tudo perfeito um sexo gostoso, o ar era de sedução o clima todo era de luxuria, naquele momento os dois se realizavam sem medo ou pudores, seria assim até o fim da noite até a ida de JULIY ao seu destino fora do Brasil, entre horas de amor continuo fizeram uma pausa e foram ver fotos do tempo que Rubens e Hilder eram meninos aprendendo a descobrir o mundo, nos olhes de JULIY saiam lagrimas que Rubens não compreendia, mas que logo foi explicado para Rubens, JULIY segurou forte suas mãos pediu desculpas e foi dizendo coisas que certamente ninguém quer escutar na vida.
-Rubens tenho que te contar uma segredo espero que você me entenda e não brigue comigo me escute que eu quero te contar algo que vai mudar sua vida pra sempre, assim como mudou a minha um dia, eu sou na verdade uma transexual que era homem e virei mulher, e alem disso eu sou o seu amigo Hilder que você tanto conhece.
- você é o que? Quem? Como? Que conversa é essa que loucura é essa? Explique-me logo que eu to sem saber o que pensar!
- eu vou te explicar tudo é só ter paciência e, por favor, acredite em mim que eu não fiz por mal foi amor mesmo!
- amor você vem falar de amor em um momento deste, você é quase uma aberasão uma coisa que não existe, eu não sei o que fazer com você!
- só me escute que eu sei que você vai me entender
- fale logo que eu to sem paciência
- olha tudo começou mesmo quando minha mãe morreu e na hora de sua morte ela falou comigo uma coisa que ficou marcada em mim, ela disse que quando perdeu uma filha no parto e eu vim depois eu me tornei sua filha filho tudo em um só, isso me deixou encucado e eu nunca me esqueci disto, com o passar do tempo ostros fatos me fizeram ter coragem de fazer a mudança de sexo e com a oportunidade na Holanda de fazer eu não pensei duas vezes e fiz hoje eu sou uma mulher e nada pode mudar isso, eu sou a JULIY que te deu tanto desejo, tanto é que meu pai e você mi viram e não desconfiaram nada.
- certo mais e essa historia de transar comigo, por que foi que isso aconteceu mesmo?
-bem desde um dia que rolou uma transa entre você Arlete e eu lá na casa do KIM que eu tenho esse desejo por você, quando eu te via sem roupa ficava louco de tezão mais disfarçava para você não me odiar, e quando eu percebi que você estava com tezão em mim não resiste e quis saber se você me conhecia mesmo, a quer ver uma coisa que eu nunca quis tirar, essa marquinha na canela feita com noda de castanha de caju, com as nossas iniciais que você achava que era de uma gata e a minha, mas sabe é o seu nome que esta em mim todo dia e isso você sabe, pois foi você que escreveu ai não foi!
- porra Hilder que sacanagem tanto tempo que eu to sem namorada e quando eu gosto de alguém tem que ser meu melhor amigo de infância, isso é foda, mas tudo bem eu não vou te bater só te peço uma coisa, nunca mais venha com isso de amor de novo pra mim você vai ser sempre o Hilder que jogava bola comigo, só que agora com a bunda depilada.
- tudo bem eu só não vou garantir que vou te esquecer, pois querer esse momento com você foi um dos motivos de eu ter coragem de mudar de sexo, já que sendo travesti eu sei que você nunca aceitaria uma relação de qual quer modo comigo, espero que nossa amizade continue a mesma e que um dia você vá na Holanda visitar minha casa e meu noivo o WAN SHERDY um lindo holandês que me ajudou com tudo na vida, mas que não se compara com você no sentimento que eu tenho!
Dizendo isso Rubens ficou calado só olhando para JULIY ou HILDER e pensando na coragem que ele teve pra tanta mudança na vida, e com o peito aberto prometeu uma coisa que seria o pacto entre eles, que nada na vida jamais iria acabar a amizade de um pelo o outro, foram horas de conversa ate que chegou a hora de JULIY ir para o aeroporto e voltar pra sua vida longe do mundo que ficou pra trás, e ainda pediu uma única coisa pra Rubens que jamais contasse nada para seu pai que era uma pessoa retrógada e nunca entenderia isso, e mesmo assim ela não tinha mais nada a ver com seu pai que agora era só um estranho conhecido. No aeroporto Rubens e JULIY trocaram telefone e a promessa foi reafirmada que nada no mundo tinha mais forças que a amizade entre eles, e que o segredo daquele fim de semana estaria guardado pra todo o sempre como foi afirmado no PACTO.

Sobre este texto

rogerrogerio

Autor:

Publicação:18 de janeiro de 2013 10:44

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 496 vezes desde sua publicação em 18/01/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • rogerrogerio
    Postado porrogerrogerioem18 de janeiro de 2013 10:52
    rogerrogerio é um autor no História Erótica

    oi pessoal, estou aqui pra fazer parte dessa turma adoravel, e o que tenho a dizer é que essa historia é real e ainda conheço o rapaz da historia, hoje ele é casado tem dois filhos e quer saber, sua despedida de solteiro foi na holanda; adivinhem com quem? essa historia conto depois e pra todos um forte abraço de ladinho siliga

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*