Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

(não) Foi Coincidência

(não) Foi Coincidência
Depois da praça tem uma rua que vai terminar na avenida principal. Lá, a noite quase não tem movimento de carros e ficam paradas meninas (mulheres e homens) fazendo ponto. A rua tem pouca iluminação e várias árvores com copas altas e cheias.
Nesse dia voltava do trabalho mais tarde que de costume, avistei de longe uma morena que vestia um casaco grande, uma espécie de sobretudo claro, com decote que ia até os joelhos. Como era Julho e fazia frio não estranhei, embora as outras meninas ignorassem o frio com pernas e peitos amostra. Ao me aproximar, ela abriu o sobretudo e deixando a um corpo absolutamente nu aparecer. No susto meti o pé no freio e o carro parou próximo da morena que veio em minha direção. Baixei o vidro do carro e ela com sorriso perguntou se tudo estava bem. Respondi que sim e destravei a porta. Ela entrou. Ainda com o sorriso colado no rosto, pernas e coxas amostra permaneceu calada. Fomos em direção da praça, que com outros carros estacionados parecia o ambiente adequado a situação. Senti suas mãos correrem minas pernas, o som do zíper se abrindo me causando um frisson , ainda tímido senti o calor de sua boca cobrir meu membro que logo deu sinal de vida. Sentia o cheiro de shampoo que vinham de seus cabelos. Sua boca me devorava em movimentos hipnóticos. Quando já estava entregue, parecia que ia explodir ela sacou do bolso do casaco uma camisinha. Abriu o envelope e colocou com a boca enquanto me chupava ardentemente. Não sei como ela conseguiu, mas afastou o banco para trás e reclinou o encosto. Sentou-se sobre mim balbuciou que era grosso, (certamente para me agradar) remexeu os quadris e se acomodou. Olhava para o teto do carro como se preferisse me evitar. Com movimentos fortes eu acompanhava com os olhos aquela mulher que na verdade me comia. Gozei, ela foi diminuindo os movimento até que parou. Saiu decima de mim, tirou a camisinha deu nó e colocou de volta no bolso do casaco.
Abriu minha carteira tirou uma nota de R$100 e riu enquanto balançava a cédula. Me beijou.
Te vejo em casa. Disse ainda rindo.
Era o combinado.

Sobre este texto

Sr.Abade

Autor:

Publicação:7 de julho de 2014 14:57

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 07/07/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*