Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

ARROMBEI O CUZINHO DELA SÓ PARA SAIR DO MEU PÉ

Isso que vou contar aconteceu comigo recentemente. Nunca gostei de me envolver com mulher casada pois eu acho muita sacanagem destruir uma família já com filhos e estas coisa próprias de um casamento. Claro que não vou revelar o nome dela vou apelidá-la de Loira. Ela não possui um corpão: magra, bunda pequena, pernas fina, seios pequenos etc. Um detalhe, apesar de ser magra era muito bonita, principalmente na cor dos olhos.

Saí com ela várias vezes este ano. Antes dela casar já tinha me envolvido com ela mas acabou em nada. Encontrei com ela em uma das baladas que costumo ir. Estava eu lá com meus amigos quando saí dar uma volta pelo salão encontrar alguma fêmea. Dei de cara com ela:

- E aí Loira sumida hein!

- Oi. Você que sumiu!

Dei-lhe um beijo e dançamos um pouco. Nesse encontro que começou minha dor de cabeça. No fim do baile dei-lhe uma carona. No carro dei uns pega bem gostoso. Como já conhecia o fogo que tinha eu sabia o que ela iria fazer. Entre os beijos ela já levou a mão no meu pau e alizava por cima da calça. Sem pensar muito dei partida no carro e a levei para minha garagem. Coloquei a conchonete no chão e passei a rola com vontade. Comi a noite inteira.

- Oh Loira que bucetinha quente. Que delícia!

- Ssssss...isso mete esse pau seu safado. Come sua putinha, come!

Socava o pau bem gostoso naquela gruta molhada de tesão. Ela por sua vez gemia pedindo mais pica:

- Assiiim...vai com força, mete seu safado. Coloca até o saco meu garanhão aaaiiiiiiii...meeeteeee, vaaaaiiiii...

Passei o ano comendo essa loira. Confesso que várias vezes tentei fugir dela mas por ser solteiro e louco para meter não resistia por muito tempo. Eu tinha pena do marido dela. Na verdade ele não liga para ela. Tanto é verdade que ela tem passe livre para ir onde quiser. Tenho pena mesmo é das crianças, duas lindas meninas e isso me incomodava muito.

Para não prolongar muito com este conto quero ir direto ao assunto. Atualmente estou saindo com outra mas esta semana a loira ficou me ligando a semana inteira e de saco cheio, ontem (20/12) retornei perguntando o que queria:

- Fala Loira. Você me ligou a semana inteira só que não pude atender pois estava sem crédito! (Mentira)

- Pensei que não queria falar mais comigo!

- Já falei pra você sobre isso Loira!

- O que?

- Não é legal isso que estamos fazendo e...

- Mas eu gosto de ficar com você. Eu não dou mais para meu marido e sinto falta de pau né!

- Mas você é casada, tem filhos...

- Meu casamento já acabou só estamos morando juntos!

- O que você quer comigo então?

- Vamos sair hoje. Estou louca pra meter. Quero sua rola fudendo minha bucetinha!

Nessa hora meu pau estava dura como uma rocha e acabei topando. Encontrei-me com ela demos uma volta pela cidade, paramos em algum lugar, bebemos uma cerveja e toquei para o motel. No quarto já fomos tirando a roupa.

- Aiii meu gostosão...me dá seu pau, veeeemmm...

Que chupada gostosa. Ajoelhada na minha frente e empurrando todo meu pau na garganta. Tirava, batia no rosto, lambia a cabeça e engolia de novo.

- Aiiii que pintão gostoso. Adoro sua rola, safado, pintudo...

Não aguentando mais peguei-a no colo e joguei na cama, abri suas pernas e enfiei o pau.

- Toma safada, toma rola. Não é isso que você queria sua safada!

- É isso sim, manda vê gostosão. Arrebenta minha buceta que estava com saudade de sua pica...

Desde que saíamos sempre tentava comer o cuzinho dela só que nunca deixava mas de tanto me encher o saco na semana pensei comigo: Hoje como o cú dela nem que seja a força.

Comi tanto a buceta dela que já estava ficando vermelha de tanto levar pau. Pedi que ficasse de quatro, coloquei um travesseiro por baixo e ela se posicionou melhor deixando a bundinha empinada. Comecei a socar em sua buceta.

- Iiiisssoooo...delícia...ssssss...aaaiiiiii...adoro rola...come essa buceta meu macho, come...

Comia e olhava o cuzinho dela. Tomei coragem, tirei o pau da buceta e encostei no cuzinho.

- NÃO, NÃO!

- O QUE VOCÊ VAI FAZER?

- Relaxa que não vai doer nada!

- NÃO, PARA, PARA, NÃO, NÃÃÃÃO!

Comecei a empurrar bem devagar. Realmente estava bem apertadinho significando que o cuzinho realmente era virgem. Tentava escapar mas com meu peso por cima não tinha como fugir.

- NÃÃÃÃOOOOO...PAAAARAAAAAA...ESTA DOENDO CARALHO!

A cabeça entrou e fui aos pouco colocando o resto. Que cú gostoso, delicioso.

- AI, AI, AI...SEU FILHO DA PUTA!

Ela gritava, me xingava e eu bombava sem dó.

- Toma rola Loira, eu gosto de comer cú e você sabe disso pô!

Ela começou a chorar e eu bombando. Pensei em tirar o pau mas estava tão gostoso que mudei de idéia. De tanto socar o pau a safada já não chorava mais e sim gemia de prazer.

- Ssssss...você me paga seu desgraçado. Eu nunca dei o cú pra ninguém, nem pro meu marido...

- Não quero nem saber. Você não queria sair comigo. Sempre pedia o cuzinho e você só me dizia não agora está levando rola no rabo à força!

- Isso dói seu bosta. Nunca pensei em dar meu cú!

Ela reclamando e eu enfiando meu pau bem gostoso. Como demoro pra gozar fiquei um tempão arrombando o cú da loirinha. Num dado momento senti que não dava mais pra segurar e anunciei que iria gozar:

- Loira vou gozar no seu rabinho tá!

- Goza e termina logo com isso que meu cú está doendo.

- AAAAAAAAAAAAA...GOSTOSA...CUZUDA DO CARALHO...Toma meu leitinho no cú safada!

- Goza, goza tudo no meu cú. Você já arrombou mesmo!

Como gozei. Enchi o cuzinho dela de porra. Meu pau latejava de tesão em seu cuzinho. Tirei e olhei o estrago que fiz. Ficou arrombadinho e cheio de leite. Ela ainda ficou com a bundinha empinada para esfriar o cú. Alguns minutos depois ela foi para o chuveiro meio descadeirada e passando a mão no cuzinho. Tomou um banho e veio deitar-se novamente do meu lado sem dizer uma palavra.

Descansamos e fomos embora. No caminho ela tocou no assunto.

- Você é foda mesmo comeu meu cuzinho a força!

- Mas eu falei pra você que qualquer dia iria comer seu cú nem que fosse a força!

- Sacanagem. Nunca passou pela minha cabeça dar o cú pra ninguém!

- Sempre tem a primeira vez. O bom que foi eu quem tirou o cabacinho do seu rabinho. Que cú gostoso loirinha!

- Fala sério, você também gostou não gostou?

- Ah no começo foi ruim depois parou de doer e ficou gostoso. Não sabia que era bom desse jeito!

- Isso significa que vai rolar de novo Loira!

- Não sei. Vou pensar no caso. Essa rola fudeu meu cú de um jeito que pensei que fosse morrer!

Deixei-a próxima sua casa e fui embora feliz da vida por ter arrombado um cuzinho virgem. Agora espero que não me ligue mais pois não quero atrapalhar sua vida. O problema vai ser quando estiver com vontade de comer uma buceta e um cuzinho e não achar mulher. Aí meus amigos vai ela de novo.

Se você mulher gostou do meu conto me mande um e-mail para conversarmos um pouco, trocar experiências e coisas mais.

Beijos.

[email protected]

Sobre este texto

TARADO POR BUNDAS

Autor:

Publicação:4 de maio de 2012 10:32

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 11.477 vezes desde sua publicação em 04/05/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Comecu
    Postado porComecuem15 de agosto de 2016 13:51

    tarada manda fotos dos teus peitos, buceta e cuzinho

    [email protected]

  • Tarada
    Postado porTaradaem18 de dezembro de 2015 04:49

    Me come!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*