Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

CONHECI NUMA VAN E TREPAMOS NUMA PENSÃO.

Antes de começar a namorar tive diversas aventuras inclusive já relatei alguns neste site. Uma delas lembrei hoje e resolvi relatar para incluir aos meus contos editados. Não tem muita coisa mas não deixou de ser uma aventura e tanto.

Em Março de 2007 estava em Guarulhos a procura de um carro. Visitei várias agências pesquisando preço. Algumas das agências ficavam um pouco distantes do centro portanto teria que pegar ônibus. Fiquei no ponto esperando e passa uma van que logo entrei pois estava com pressa. A van estava lotada e fiquei de pé. Conforme as pessoas desciam os bancos eram ocupados. Quando dois passageiros desceram aproveitei e ocupei um dos assentos. Do meu lado sentou uma ruiva que logo percebi suas pernas pois estava de saia curta. No trajeto mais pessoas entrando. Sabe quando você percebe que a pessoa quer puxar papo? Tomei a iniciativa e nossa conversa foi coisas comuns do dia-a-dia. Só que neste papo percebi que ela era uma safada, olhava para meu colo em busca de alguma coisa. Percebendo isso meu pau já começava a ficar duro.

Perguntei seu nome, Juliana. Que boca gostosa, carnuda e bem desenhada. Seus seios pareciam ser grandes pelo volume na blusinha vermelha que usava. Num dado momento ela pediu que segurasse sua pasta. Quando segurei Juliana me surpreendeu. Disfarçadamente colocou a mão no volume da minha calça e ficou alisando. Sua respiração estava acelerada. Eu não me contive e tirei o pau pra fora, lógico que sua pasta cobria a pegação. Juliana então começou a fazer um movimento delicioso, batendo uma punheta para mim.

- Nossa que cacete duro! (disse baixinho)

Enquanto ela batia para mim eu alisava suas coxas. Claro que nessas alturas alguém já teria visto. Um senhor no banco do lado olhava com o canto do olho. Juliana então sugere descermos. Topei na hora.

Ela estava a serviço pois era recepcionista de um hospital em Guarulhos, portanto não podia demorar. Pensamos onde terminar aquela delicia de pegação. E pensei num hotel, pousada, pensão sei lá qualquer lugar. Achamos uma pensãozinha vagabunda mas que seria o suficiente para comer aquela gostosa.

Entramos no quarto e logo nos beijamos com desejo intenso. Devido seu horário tiramos a roupa logo e a safava mamou no meu pau.

- Isso Juliana mama essa rola mama, sssss...

- Que cacete gostoso gato, aaaaaa...ssssss.

A safada sabia chupar um pau pois ela engolia todinho. Quando pensei em fazer o mesmo na sua buceta ela disse:

- Não! Não vai dar tempo! Vem come logo minha buceta!

Juliana então se posicionou de quatro me chamando.

- Vem D. come essa bucetinha bem gostoso come!

Como sempre ando com camisinha na carteira peguei e vesti o bichão. Encostei na bucetinha e fui empurrando.

- Iiiiisssooooo...aaaaaaiiiiii...que delícia de pau!

- Nossa Juliana que buceta deliciosa!

- Come ela safado eu estava louca para dar hoje!

Socava com vontade naquela bucetinha.

- Ai que delicia (plaft, plaft, plaft...)

Juliana gemia de prazer e pedia mais bombada.

- Soca seu tarado, soca mais rápido quero sentir essa cabeçona batendo no meu útero vai, sssss...

Soquei com vontade, quando o gozo chegou tirei o pau de sua bucetinha e me livrei da camisinha jorrando toda a porra em suas costas. Ela por sua vez gritava pelo orgasmo que sentia. Lavei sua costas de porra. Levantamos rápido e no chuveiro esfreguei suas costas para não ficar com cheiro de porra no trabalho.

Ali mesmo na pensão nos despedimos. Enquanto pagava a diária Juliana entrou num táxi para chegar a tempo no trabalho. No carro me deu um tchauzinho com beijinhos.

Queria comer o cuzinho dela mas não deu tempo quem sabe um dia eu a encontre novamente. Só posso dizer que foi uma trepada inesperada.

Espero contato com mulheres para troca de experiência. Tenho outros contos publicados fiquem a vontade e leiam. Bjs

[email protected]

Sobre este texto

TARADO POR BUNDAS

Autor:

Publicação:4 de maio de 2012 10:39

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 425 vezes desde sua publicação em 04/05/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*