Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

NA GARAGEM DA DÉBINHA

OI PESSOAL! ESTOU DE VOLTA COM MAIS UM CASO VERÍDICO. VAMOS A ELE.

NO ANO PASSADO (2007) COMPREI UM CARRO MAS COM UM PROBLEMINHA: NÃO TINHA E AINDA NÃO TENHO GARAGEM. ANTES DE IR BUSCAR O CARRO CONVERSEI COM UM VIZINHO MEU PARA, SE POSSIVEL, ME ALUGAR A GARAGEM QUE ELE TINHA NOS FUNDOS DA CASA. ELE NÃO ALUGAVA PARA NINGUÉM MAS POR SER CONHECIDO DA FAMÍLIA ACABEI CONSEGUINDO.

AQUI COMEÇA MINHA DELICIOSA LEMBRANÇA. QUANDO COMECEI A GUARDAR O CARRO NESSA GARAGEM LEMBRANÇAS VINHAM NA MINHA CABEÇA DE QUANTAS FODAS EU DEI NESTA GARAGEM COM A CUNHADINHA DESSE VIZINHO. POR ISSO RESOLVI RELATAR ESTE OCORRIDO.

TUDO ACONTECEU NO MÊS DE JUNHO DE 1996. VAMOS CHAMÁ-LA DE DÉBINHA. UMA BAIXINHA DE MAIS OU MENOS 1, 57 DE ALTURA E DONA DE UM CORPO MARAVILHOSO. POR SER BAIXINHA JÁ IMAGINAM SER GORDINHA MAS NÃO. SEU CORPO ERA FANTÁSTICO. CINTURINHA FINA, COXAS GROSSAS E O QUE MAIS GOSTAVA DE VER NELA ERA A BUNDINHA CARNUDA E EMPINADA. QUANTAS PUNHETAS EM HOMENAGEM A ELA EU BATIA. EU MARCAVA OS HORÁRIOS QUE ELA PASSAVA NA RUA SÓ PARA COMER A BUNDINHA DELA COM OS OLHOS. PASSOU O TEMPO NÃO A VI MAIS.

ATRAVÉS DE UM CONVITE DE UM AMIGO COMECEI A TOCAR NA IGREJA. MINHA FAMÍLIA SEMPRE FOI CATÓLICA E EU IA SÓ DE VEZ EM QUANDO. PENSEI BEM E ACEITEI.

TOCANDO AQUI E ALI, FAZENDO AMIZADES E COISA E TAL. UM CERTO SÁBADO NA MISSA DA NOITE ESTAVA EU TOCANDO QUANDO VEJO A MINHA DÉBINHA SENTADA NO SEGUNDO BANCO. PARA MINHA SURPRESA ELA ME SECAVA O TEMPO TODO E ISSO DUROU TRÊS SÁBADOS ATÉ QUE A IRMÃ DELA SE APROXIMOU DE MIM E DISSE QUE A DÉBINHA ESTAVA APAIXONADA POR MIM. AQUILO ME GELOU O ESTÔMAGO. NÃO ESTAVA ACREDITANDO QUE UMA GOSTOSINHA DAQUELAS PODERIA SE INTERESSAR POR MIM.

NUM SÁBADO APÓS A MISSA ELES IRIAM PARA UM SÍTIO NUM CHURRASCO E ME CONVIDARAM. NO SÍTIO, NUM DADO MOMENTO ELA ME ROUBOU UM BEIJO NA FRENTE DE TODOS. FIQUEI SEM GRAÇA MAS CORRER É QUE NÃO IRIA. DEI UNS BEIJOS NELA MAS NÃO ROLOU MAIS NADA.

COM O TEMPO COMECEI A SAIR COM A DÉBINHA E A COISA COMEÇOU A ESQUENTAR. UM DOS AMASSOS FOI DEBAIXO DE UMA ÁRVORE COM MUITO BEIJO NA BOCA. COMECEI A ME ESFREGAR NELA E ELA LOGO SENTIU QUE MEU PAU ESTAVA DURO.

DÉBINHA GEMIA E TAMBÉM ESFREGAVA A BUCETINHA NO MEU PAU APRISIONADO DENTRO DA CALÇA. MINHA ROLA MOLHAVA A CUECA DE TANTO TESÃO. ESTÁVAMOS TÃO COLADOS QUE PARECIAMOS UM. E ELA DIZIA BAIXINHO NO MEU OUVIDO:

- QUE PAU DURO, QUE DELÍCIA. DEIXA VER COMO ESTÁ!

- PODE VER MEU AMOR. PEGA NESSE CACETÃO DURO E LOUCO PARA TE COMER!

ELA OLHOU PARA OS LADOS E NÃO VENDO NINGUÉM ABAIXOU O ZIPER DA MINHA CALÇA E ENFIOU A MÃO DENTRO PEGANDO COM DESEJO A MINHA PICA.

- NOSSA COMO ESTÁ DURO. QUE VONTADE LOUCA DE CHUPAR ESTA DELÍCIA HUUUUMMMM... SAFADÃO!

EU JÁ ESTAVA LOUCO PARA COMER AQUELA GOSTOSA. QUANDO AVANCEI UM POUCO MAIS ELA RECUOU. DISSE QUE AINDA NÃO. QUE ESTAVA MUITO TARDE, QUE NA RUA NÃO DAVA ESQUEMA E TAMBÉM ESTAVA SEM A CHAVE DA GARAGEM. TUDO BEM. NÃO VAMOS CONTRARIAR PARA NÃO ASSUSTAR A LEBRE.

ALGUMAS SEMANAS MAIS TARDE ELA COMPROU UM CARRO E COMEÇAMOS A SAIR. EU NÃO AGUENTAVA MAIS DE VONTADE DE ENFIAR MINHA PICA NAQUELA GOSTOSA. ESTAVA SEMPRE ESFREGANDO MINHA ROLA NA BUNDINHA DELA. QUANTAS SECADAS EU DAVA NO RABO DELA E AGORA ESTAVA ME ESFREGANDO NELA LOUCO PARA REALIZAR MEU SONHO. ATÉ QUE MEU DESEJO FOI ATENDIDO. DEPOIS DE UMA FESTA DE ANIVERSÁRIO DE UNS AMIGOS DO GRUPO DE JOVENS FOMOS DAR UMA VOLTA DE CARRO.

PARAMOS NUM LUGAR QUALQUER E COMEÇAMOS A NOS PEGAR NOS BEIJOS. ELA JÁ FOI LOGO PASSANDO A MÃO NO MEU PAU. E EM GEMIDOS DIZIA:

- NOOOSSA COMO ESTÁ DURO! DEIXA EU VER ESSE CACETÃO. VOCÊ ME PAGA POR ESTA TORTURA. FIQUEI A SEMANA INTEIRA PENSANDO NESTE PAU?!

RAPIDAMENTE TIREI O BICHÃO PRA FORA E APONTEI PARA ELA. ENTÃO ELA ARREGALOU OS OLHOS E DISSE:

- NOSSA COMO É LINDO. EU QUERO ELE. DÁ ELE PRA MIM DÁ!

- É TODO SEU DÉBINHA. FAÇA O QUE QUISER COM ELE!

ELA OLHOU PARA OS LADOS MAS DISSE QUE ALI NÃO SERIA MUITO SEGURO. DE FATO ELA TINHA RAZÃO. AQUI NA MINHA CIDADE TEM MUITO ASSALTO E SERIA MUITO VACILO FICAR NA RUA TÃO TARDE DA NOITE. DEU PARTIDA NO CARRO E FOMOS PARA A GARAGEM.

ASSIM QUE CHEGAMOS A COISA PEGOU FOGO. MAL FECHEI A PORTA A GOSTOSA VEIO SOLTANDO O CINTO DA MINHA CALÇA. ELA TIROU MEU PAU DA SUNGA, PUNHETOU UM POUCO, SE ABAIXOU E AÍ GANHEI A MAIOR CHUPADA QUE NUNCA TIVE ANTES. DÉBINHA FAZIA QUESTÃO DE EMPURRAR TODINHO NA GARGANTA. E DIZIA:

- QUE PIRULITO GOSTOSO MEU TESÃO. AAAIIIII, HUMMMM... QUE CABEÇONA DELICIOSA, HUMMMMM, SSSSSSSSS!

DEPOIS DE CHUPAR BEM GOSTO ELA TIROU A ROUPA. ALI TINHA UM TAPETE VELHO. EU PEGUEI E ESTENDI NO CHÃO. ELA DEITOU E JÁ FOI LOGO SE ABRINDO PARA MIM. QUANDO IA CHUPAR SUA BUCETA ELA DISSE:

- NÃO MEU GOSTOSO, NÃO CHUPA NÃO. EU QUERO É ROLA. ENFIA LOGO ESSA COISA GOSTOSA DENTRO DE MIM POIS NÃO AGUENTO MAIS DE VONTADE DE DAR PRA VOCÊ!

- TUDO BEM DÉBINHA JÁ QUE DESEJA UMA ROLA VOU TE DAR AGORA!

COLOQUEI UMA CAMISINHA E FUI PRA CIMA IGUAL A UM LEÃO FAMINTO. ENCOSTEI A CABEÇA NA ENTRADA DA BUCETA E FUI COLOCANDO BEM DEVAGAR. AÍ ELA RECLAMOU:

- NÃO MEU AMOR ASSIM NÃO! EU QUERO COM FORÇA. EMPURRA DE UMA VEZ. SOCA ATÉ A RAIZ ME FAÇA GEMER NO SEU CACETE!

NÃO ME FIZ DE ROGADO. SOQUEI COM TUDO E ELA GEMEU ALTO. COMEÇAMOS UM VAI-E-VEM ALUCINANTE. QUE BUCETA APERTADINHA. SE AJUSTAVA BEM NO MEU PAU.

- SSSSSSS...AI TESÃO, QUE GOSTOSO, UUUUIIIIII...VAI ASSIM MESMO. QUE ROLA DELICIOOOOOSA. NÃO ACREDITO QUE ESSE PINTÃO GOSTOSO ESTÁ ME COMENDO...AAAIIIIIII, SSSSSSS...

FIZEMOS VÁRIAS POSIÇÕES. A DE QUATRO FOI A MAIOR SENSAÇÃO. NOSSA AQUELE BUNDÃO NA MINHA FRENTE. DE TANTO ADMIRAR GOZEI NA BUCETA DELA. AINDA BEM QUE ESTAVA COM CAMISINHA. TIREI JOGUEI FORA E FICAMOS DEITADOS NOS RECOMPONDO.

ELA ENTÃO COMEÇOU A PASSAR A MÃO NO MEU PAU DE NOVO.

- VOU CHUPAR TÁ MEU AMOR! EU QUERO MAIS PICA!

QUE CHUPADA. QUANDO ME DEI CONTA MEU PAU JÁ ESTAVA DURO COMO UMA ROCHA DE NOVO. DÉBINHA ENTÃO SE POSICIONOU DE QUATRO. RAPIDAMENTE COLOQUEI OUTRA CAMISINHA E FUI ENCOSTANDO MEU PAU EM SUA BUCETA. PARA MINHA SURPRESA ELA PEDIU:

- NÃO AÍ NÃO, COLOCA NO MEU CÚ. EU SEI QUE VOCÊ SEMPRE QUIS COMER MINHA BUNDA. EU VIA SEUS OLHARES QUANDO EU PASSAVA NA RUA. FICAVA UM POUCO SEM GRAÇA MAS DEPOIS COMECEI A GOSTAR DE VER QUE VOCÊ COMIA MINHA BUNDA COM OS OLHOS. AGORA ELE É SEU MEU AMOR. PODE ARREGAÇAR TODINHO ESSE CÚ FAMINTO DE ROLA!

DEPOIS DESSA PEDIDA FIQUEI LOUCO. FUI LOGO ENCOSTANDO NO CUZINHO DELA E EMPURRANDO COM TUDO. QUE BUNDÃO GULOSO. COMI FEITO UM LOUCO E ELA REBOLAVA MAIS DO QUE A MULHER MELANCIA.

- ASSIM MEU AMOR. EU QUERO SENTIR TEU SACO BATENDO NA MINHA BUCETA. VAI ATOLA TUUUDOOOO...AAAIIIIII... DELICIA!

- AAAAIIII DÉBINHA QUE CÚ GOSTOSO...SSSSS...HUUUUUMMMM...

EU DELIRAVA COM AQUELE RABO ENGOLINDO MEU PAU. ESTAVA APERTADINHO E QUENTE. E SOCAVA CADA VEZ MAIS FUNDO.

- ISSO AMOR. VAI. METE SEM DÓ. EU TAMBÉM ESTAVA COM VONTADE DE DAR PRA VOCÊ. EU SABIA QUE VOCÊ QUERIA COMER MINHA BUNDA. ISSO, AAAIIII...SOCA,SOCA...HUUUUUMMMM...UUUUIIII. TESÃO GOSTOSO, MEU PINTUDO, COME ESSA BUNDA QUE VOCÊ SECAVA NA RUA COME!

ESTAVA TORCENDO PARA NÃO GOZAR RÁPIDO POIS EU QUERIA COMER BEM DEMORADO AQUELA BUNDA TÃO SONHADA. E DEMOREI MESMO. COMI, COMI E COMI. ELA VINHA POR CIMA, DE LADO. TANTO ELA COMO EU GOSTAVAMOS ERA DE QUATRO. ELA SE ABAIXAVA UM POUCO DEIXANDO O BUNDÃO BEM LEVANTADO. AÍ EU SOCAVA O PAU BEM GOSTOSO.

- AI AMOR ASSIM, BEM GOSTOSO VAI! QUE ROLA GOSTOSA, EU QUERO DAR SEMPRE MEU CÚ PRA VOCÊ AMOR!

DEPOIS DE TANTO ENTRAR E SAIR, MEU PAU COMEÇOU A INCHAR E RAPIDAMENTE TIREI DO CÚ DELA, ME LIVREI DA CAMISINHA E GOZEI ENCIMA DO SEU RABÃO. ELA POR SUA VEZ GOZOU GOSTOSO TAMBÉM. TODA FELIZ ME DEU UMA LAMBIDINHA NO PAU ATÉ DEIXÁ-LO LIMPO.

- QUE DELICIA DE FODA. VOCÊ É BOM MESMO. A PARTIR DE AGORA MINHA BUNDA É SUA. SEMPRE QUE QUISER COMER MEU CÚ É SÓ AVISAR TÁ! EU ADORO SEXO E VOCÊ VAI SER O MACHO DA MINHA BUNDA.

FIQUEI MAIS ALGUM TEMPO FUDENDO AQUELA BUNDA MARAVILHOSA. ATÉ QUE TIVE DE IR EMBORA PARA OUTRA CIDADE E TERMINAMOS . QUANDO VOLTEI RECEBI UM CONVITE PARA TOCAR EM SEU CASAMENTO. ACEITEI, TOQUEI, FUI NA FESTA. HOJE SOMOS APENAS AMIGOS. AS VEZES A VEJO PASSANDO NA RUA E NOS CUMPRIMENTAMOS. HOJE ELA TEM DUAS FILHAS PEQUENAS E CONTINUA GOSTOSA. NÃO DÁ PARA NÃO OLHAR PARA AQUELE BUNDÃO QUE COMI TANTAS VEZES.

QUANDO GUARDO O CARRO NA GARAGEM SEMPRE LEMBRO DESSA EXPERIÊNCIA DELICIOSA. TENHO LEVADO ALGUMAS LÁ NA GARAGEM. ONTEM MESMO (11/10/08) FODI UMA BUCETA DE MULHER CASADA. JÁ PERDI A CONTA DE QUANTAS JÁ LEVEI LÁ.

E ISSO LEITORES. ESPERO QUE GOSTARAM. O OBJETIVO DESSE RELATO É DIZER QUE NUNCA DEIXEM DE ACREDITAR EM SEUS SONHOS. JÁ É A SEGUNDA VEZ QUE REALIZO ESTE TIPO DE SONHO. ACREDITEM QUE VOCÊS CONSEGUEM É SÓ DAR TEMPO AO TEMPO. ABRAÇOS.

e-mail ([email protected])

Sobre este texto

TARADO POR BUNDAS

Autor:

Publicação:4 de maio de 2012 10:13

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 617 vezes desde sua publicação em 04/05/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*