Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Na Madrugada

Saio do banho, visto minha blusa de pijama e vou para o quarto. Entro e vejo aquela linda mulher dormindo. Sem sono, decidi ligar o video game. Duas horas se passaram e eu continuava ali jogando, meio frustrada porque não conseguia passar de fase. De repente sinto as mãos quentes daquela linda mulher acariciando minha barriga, e logo em seguida sinto o corpo dela encaixando-se ao meu pelas costas.

Eu continuei a jogar, mas gostando muito do carinho me mexi um pouquinho e deixei meu corpo repousar no dela. Sentindo que eu estava gostando daquilo mas que ainda não havia tirado os olhos da TV, ela começou a passear com as mãos pelo meu corpo. Começou pelas coxas, passou por cima da calcinha bem delicadamente já me causando arrepios, continuou subindo acariciando minha barriga, apertou meus seios ao mesmo tempo que me beijava ao pé da orelha. Seguiu a brincar com os mamilos, involuntariamente solto um gemido e sinto meu sexo umidecer. Ao perceber minha excitação ela começa a beijar minha nuca, lamber meu pescoço e gemer baixinho no meu ouvido. Já não conseguindo mais controlar o tesão, deixo o controle do game cair e viro a cabeça para o lado procurando pelos labios da mulher provocante atras de mim, que me recebeu cheios de paixão.

Ela tira minha blusa, revelando meu corpo, e novamente encosta em minhas costas. Nesse momento sinto os mamilos enrijecidos dela tocando minha pele, o que me fez sentir um arrepio e perder o controle. Me levantei da cama e fui na direção dela, a segurei pelo cabelo e dei-lhe um beijo apaixonado e cheio de tesão. Em seguida fui deslisando pelo corpo dela fazendo-a arquear as costas ao mesmo tempo que soltava um gemido embriagador. Me ajoelhei no chão e a puxei para a beirada da cama. Ela, entendendo o meu desejo abriu as pernas lentamente para que eu pudesse matar minha sede. Fui lhe beijando as pernas, a parte interna da coxa, lambendo vagarosamente até chegar ao sexo. Suguei, lambi, beijei e quando ela estava pronta para gozar, me pegou pelo cabelo, me puxou para cima para que eu pudesse beija-la e a deixasse sentir o próprio gosto. Depois do beijo, ainda com a mão nos meus cabelos me disse: - "Preciso te sentir agora." - Uma ordem dessas a gente não desobedece, então nos encaixamos em um delicioso 69, e depois de muitos gemidos e multiplos orgasmos, adormecemos abraçadas após mais uma madrugada de muito tesão e amor.

Sobre este texto

Yaf

Autor:

Publicação:15 de junho de 2013 13:25

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Lésbicas

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 15/06/2013.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*