Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Em busca do proibdo


Olá, meu nome Valmir. Atualmente, pseudo: Amanda. Bom, vou explicar em resumidas palavras o início de tudo; Quando criança, desde minha infância, com o passar dos tempos, fui descobrindo minha bissexualidade, o que fez optar-me, independentemente do comportamento humano entre ser homem ou mulher, ou que o sexo não passa de um “plus” para diferenciar-nos como machos e fêmeas no meio social. E já, desde aqueles tempos, rememorando pequenas lembranças que foram surgindo em mim, de forma a interessar-me pelo mundo feminino, levou-me aventurar-se no sonhado UNIVERSO CROSSDRESSERS. E, uma vez dentro do universo, por livre arbítrio e vontade própria, floresceu a doce e encantada Amanda. Desde então, voltada nos meus pensamentos de que fui a delicada menina presa num corpo de menino, desabrochei, e como uma borboleta ao sair do casulo, fiz-me sair do armário, em busca da verdadeira transformação da Fêmea que há muito estava escondido. Por outro lado, após vivenciar muitas frustrações heterossexuais, aos poucos fui deixando de relacionar-me ao meu oposto. Na verdade, sempre fui diferente, desde a minha primeira calcinha!!!... Nossa!!!... Que sensação!!!... Quantas alegrias!!!... Já nos meus 7 aninhos de idade, ocorreu o meu primeiro contato com o mundo do sexo, em outras palavras, aconteceu a primeira relação sexual passiva, se assim pode-se dizer. E acreditem, foi numa brincadeira de pique-esconde, quando fui abusado sexualmente por um vizinho. Vou contar: Estávamos escondidos numa casa em construção, num pequeno quartinho escuro, eu posicionado na sua frente, logo, ouvi sua voz pedindo para eu tirar seu short, o que fiz com muita ingenuidade. E, ficando nu(a), agora com o short arriado pernas abaixo, senti algo grosso e duro tocar em minhas coxas e bumbum, que aos poucos foi introduzido em meu cuzinho... Bom, ai vocês já imaginam, levei o primeira rola... Desde, então, depois do defloramento sexual, já gostando do proibido, passei a ser enrabado por prazer e diversão, como a putinha da molecada da rua, em especial outro vizinho, que morava perto da minha casa, que há época tinha uma rola e tanto, e quase que diariamente me comia, num terreno baldio, e quando não, eu o procurava... Sinceramente, eu adorava dar meu cuzinho, onde ele ficava sentado num banquinho com aquela rola grossa e cumprida, apontada para cima, já esperando eu sentar-me... Mas isto é outra história... Finalizando, descobrindo em minha bissexualidade a FÊMEA existente dentro de mim, louca de vontade de dar e relacionar-me com um macho gostoso, como seu objeto sexual de prazer. Desejando, quem sabe, poder dormir e acordar abraçada, depois de ter feito sexo gostoso, sem limites, como uma perfeita fêmea na cama, espero um contato. Se você se interessar, querendo envolver-se com cumplicidade, sentimento, perfeitos amantes, para o sexo casual, eu como sua boneca passiva, escreva, quem sabe poderá rolar algo. [email protected]

Sobre este texto

Amanda Crossdressers

Autor:

Publicação:16 de setembro de 2016 19:02

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 16/09/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*